GiGi Fala Tudo

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Fundação Casa e Sindicato Agem Para Boicotar a Greve o Motivo é a Decisão do STF

"A decisão do STF que remete os conflitos trabalhistas da Fundação Casa para a justiça comum, pode ser o grande motivo da união entre governo e Sindicato para  tentar rachar a categoria. Com essa medida, o STF diretamente reconhece a condição de servidor publico dos profissionais  socioeducativos." Afirma o ex presidente do sindicato Gilberto.

Ex deputado est. Antonio Mentor articula representações na PF, MPF contra a FC

Foi só os trabalhadores da Fundação Casa de São Paulo entrarem em campanha salarial e indicar greve, para a direção da FC e Sindicato pelego tentarem conjuntamente rachar a categoria ao meio.

O peleguismo cometido pela gestão sindical e a jogatina costumeira patrocinada pelas FC, atacam diretamente os interesses dos servidores,  colocando os profissionais a esmolar migalhas, tirando destes o foco principal da estabilidade, combate a privatização e a demissão em massa.

Gilberto e Mentor na defesa do emprego dos servidores da FC
Foi só o ex presidente do sindicato Gilberto começar a trabalhar junto ao legislativo e judiciário a ideia de uma intervenção da Policia Federal, MPF e MPT para investigar as fraudes nos processos administrativos e uma auditoria na instituição, para a mesma trupe de sempre tentar desmoralizar o ex dirigente sindical com acusações levianas.

A direção da FC e sindicato sabem que foi a perspicácia e o conhecimento jurídico/politico de Gilberto que jogou um balde de água fria no processo de privatização, processo esse inciado em 2005 por Alexandre de Morais (atual Min. do STF), que demitiu 1751 servidores sob a  acusação de torturadores.

A luta capitaneada por Gilberto com apoio de Mentor, não só reintegrou os demitidos, como também trouxe a conquista da estabilidade de servidor publico para a categoria.

A deixa usada pelos nefastos desta vez, é mais agressiva e mais bandida do que a de costume, visto que fakers que atuam na Capital, Vale do Paraíba e Interior, lançaram um post em grupos de watszap, usando o nome do ex presidente Gilberto para fazer a categoria aceitar uma proposta que supostamente a direção da FC havia feito, sendo a tal proposta composta de  4,76% de reajuste  e bônus em 3 parcelas.

A forma da postagem deixa o entendimento que Gilberto estaria defendendo esta proposta, o que é mentira.

Servidores da FC do Noturno invadem sindicato e encurralam direção pelega
Alertado por trabalhadores de base, Gilberto de pronto soltou um áudio no watszap desmentindo o post. 

Dai em diante, começou aparecer nos grupos supostos funcionários que se dizem antigos de fundação, para assim tentar atacar a moral e a dignidade de Gilberto.

Porém, estes não encontraram respaldo nesse meio de comunicação, pois  foram prontamente desmascarados pelos próprios trabalhadores antigos que vivenciaram a luta nos períodos em que Gilberto foi presidente da entidade sindical.

O mais interessante foi ver que estes cupinchas da instituição psdbista e do sindicato pelego, ao verem que sua retorica de atacar o ex presidente não colava, passaram alguns a se disfarçar novamente de bons moços, pedindo desculpas no privado e até fazendo elogios, o que acabou se tornando cômico, pois como os servidores podem observar, estes mesmos capachos institucionais sempre atacam quem defendem os trabalhadores, mas nunca o PSDB e o governo tucano.

A grande preocupação da direção da FC e do sindicato, é  o discurso do ex presidente do sindicato juntamente com um grande grupo de servidores.

Gilberto defende unir a categoria, não pelas esmolas apresentadas pela direção governamental apoiada pelo pelego sindical, mas em torno de um projeto para barrar a demissão em massa e consequentemente a privatização, garantindo a FC como instituição publica de qualidade e não mais como cabide de emprego do PSDB.

Para isso, no ultimo dia 08 de maio, esse grupo de servidores que discutem o projeto, fizeram vaquinha para trazer o ex corregedor Dr. Alexander Nicholas Decenzo, para executar uma ação junto ao TRT de são paulo e  ao parlamento.

Esta ação começou a surtir efeito, visto que alguns processos que estavam com julgamento marcado foram suspensos para reanalise. 

A maioria absoluta destes processos, tem como escopo a reintegração de servidores demitidos em processos administrativos fraudados pela corregedoria da FC.

Já no dia 12 de maio, Gilberto se reuniu com o ex deputado estadual Antonio Mentor (secretario da bancada do PT na Assembleia Legislativa), conversaram sobre a possibilidade da bancada juntamente com o deputado federal José Mentor ingressar com representações na PF, MPF e MPT, exigindo uma apuração nas fraudes praticadas pela corregedoria em processos administrativos, investigação das ONGs, fraudes nos contratos de obras e serviços, fraude nas construções e nas empresas que prestam serviço para a FC na área de transporte, vigilância e alimentação.

Gilberto juntamente com esse grupo de trabalhadores, defende que ao invés da categoria se digladiar pelo plantão noturno e moedas do reajuste salarial, invertam a pauta e reivindicações, transformando todo dissidio em apenas cinco ou seis itens.

Com esta inversão, encurralariam de uma vez só o Judiciário, FC, governo e sindicato, fazendo uma limpeza na gestão nefasta do PSDB que se encastelou na fundação.

Entre os pontos principais, segurança, investigação na corregedoria e nas contas da instituição, fim do PCCS, anulação de todos os processos administrativos com a reintegração dos demitidos através de PADs fraudulentos, restabelecimento da escala 3x2 e o resgate do convenio médico nos moldes de sua implantação.

Caso os trabalhadores emplaquem esta inversão de pauta e saiam para uma greve geral pela moralização da instituição, implodiriam a administração nefasta do PSDB que nos últimos 12 anos tortura os servidores na gestão Gianella.

De quebra, os servidores que estariam paralisados durante a greve, poderiam invadir o sindicato expulsando a gestão sindical, exigindo que o MPE (que já instaurou inquérito civil para apurar as denuncias de fraude e dilapidação do patrimônio), afaste a direção pelega.

Mas a categoria ainda esta cega de um olho, na ultima quinta feira, um grupo de aproximadamente 70 servidores invadiram o sindicato para cobrar apenas o plantão noturno fixo, enquanto outros defendem o rodizio, inclusive a invasão foi apoiada pelo ex presidente Julio Alves, aquele mesmo que é acusado de tomar champanhe com a presidente da FC e vender descaradamente os níveis 3 dos demais seguimentos da categoria.

Decisão do STF Pode ser o Desespero da Entidade Sindical e da FC


Além do medo de uma investigação na FC e na entidade sindical que pode implodir ambos, as direções nefastas  se assombram com um outro fantasma.

A decisão do STF de remeter todas as relações trabalhistas para a justiça comum, define efetivamente os trabalhadores da FC como servidores públicos.

Desta forma seriam eles detentores de estabilidade, garantindo todos os direitos já conquistado pelos servidores públicos, o que dificultaria em muito as demissões e a privatização da instituição,  reforçando o discurso perpetrado por Gilberto "Fundação Publica, Cargo Público e de Carreira".

Esta premissa difundida pelo ex presidente do sindicato, fulminaria com a tirania hoje existente na fundação, pois com amparo constitucional, os cargos de confiança hoje ocupados por pessoas indicadas ao bel prazer do governo nefasto, seriam obrigatoriamente ocupados por servidores de carreira.

No dia 18.12.2015, o STF através de um agravo de instrumento de repercussão geral, remeteu todas as relações trabalhistas dos servidores da FC para a justiça comum.

O Recurso Extraordinário Com Agravo 809.482 SÃO PAULO, cujo relator é o eminente ministro Luiz Roberto Barroso, figuram como partes a Fundação Casa de São Paulo e a servidora Vânia Pregnolatto de Oliveira, cujo agravo da FC teve seu seguimento negado sob a seguinte fundamentação:

"O recurso extraordinário não pode ser acolhido, tendo em vista que o acórdão recorrido está alinhado à jurisprudência do Supremo Tribunal Federal, no sentido de se afastar a competência da Justiça do Trabalho em questões relativas à existência, validade e eficácia das relações entre a Administração – direta e indireta – e seus servidores. Seguindo essa orientação, vejam-se as seguintes ementas".

O Processo nº: 0008125-12.2011.8.26.0053 - é originário do Tribunal de Justiça de São Paulo, onde a servidora demitida injustamente pleiteia a reintegração por aquela via judicial, o Tribunal de Justiça de São Paulo se julgou competente, no entanto, a FC suscitou que a competência deveria ser da Justiça do Trabalho e perdeu.

O caso foi parar no Superior Tribunal de Justiça - STJ, que manteve a competência no TJSP, levando a FC a recorrer ao STF que bateu o martelo sobre a competência ser da justiça comum, por tanto do TJSP.

Porque o Sindicato Escondeu da Categoria Essa Informação


Uma pergunta que deve ser feita a todos os servidores. Porque o sindicato pelego escondeu essa informação da categoria?

Esta resposta e facilmente encontrada no áudio do diretor sindical Jusimar, onde ele diz: "estive em reunião junto com a presidente Berenice Gianella, ela disse que se a categoria quisesse daria para transformar de celetista para estatutário, mas só os AAS, pois o restante dos servidores dos demais setores poderiam ser terceirizados".

Mas não pense o caro navegante que Jusimar diretor sindical divulgou esse áudio para a categoria de livre e espontânea vontade.

Ele na verdade, mandou o áudio apenas no privado de um outro diretor sindical, escondendo da categoria essa tramoia que golpeia frontalmente todos os setores da FC, entre eles, o administrativo, o transporte, os técnicos, saúde e todos os operacionais, bem como os readaptados.

Mas Jusimar que  recebeu nova  liberação de seu ponto para ficar a serviço do sindicato, passando a apunhalar a categoria e correr com o presidente Aldo, não esperava que seu  áudio fosse parar justamente nas mãos de  Gilberto Braw,  que logo se encarregou de distribui-lo no watszap de todos os grupos da FC e assim desmascarar a falcatrua patrocinada pela direção sindical.

Porém, um outro fato  mais grave ainda não antenou muitos dos servidores da FC, que continuam se estapeando pela quirela do noturno x rodizio espalhada pela dona do galinheiro.

A fala da presidente da FC nos PPPs sobre o fim da estabilidade e demissões, somada a fala dos cargos de confiança e direções de unidade sobre as demissões sem justa causa, a entrega da carta sindical para a rede conveniada que continua mamando nas contribuições dos servidores da FC, deixa mais do que evidente que o projeto de privatização e terceirização da fundação esta a todo vapor,  contando com todo apoio dos representantes sindicais da categoria liderados por Aldo Damião e Maria Gusmão.

Infelizmente os únicos que parecem estar de "chapéu atolado" são os servidores da FC, enganados pelo sindicato e pilhados nos direitos pela FC, preparam a arena da assembléia dia 03 .06 não para declarar guera aos que lhes fodem a vida e retiram os direitos, mas para agredirem seus próprios colegas de trabalho por causa de uns tostões que em breve não terão mais.

Acorda servidores da FC, se o sofrimento do passado não lhes serviu de exemplo, que o horizonte do futuro lhes sirva de inspiração. Greve Geral Já.

Por: Gabriel Bodezan

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Quatro Servidores Morrem na Fundação Casa em 3 dias, Greve Pode Colocar Gestão na Cadeia (video)


Quando falamos que a Fundação Casa de São Paulo é uma máquina de moer gente não é exagero.

Valdeck S. Falcão assasinado 30.04.2017
Isso pode ser comprovado pela quantidade de mortes de profissionais que trabalham na instituição, ou, o numero elevadíssimo de servidores mutilados e com doenças adquiridas pelo trabalho exaustivo e estressante.

Em apenas 3 dias, quatros servidores da FC faleceram com problemas relacionados diretamente com o trabalho.

Valdeck dos Santos Falcão, ex dirigente do Sitraemfa/Sitsesp, sindicato que representa os servidores da FC, foi assassinado no dia 30.04.2017 após sair de um culto evangélico na cidade de Santos onde morava.

O servidor trabalhava na unidade de Guarujá, cidade também do litoral paulista. Valdeck tombou após ser atingido por 4 dos 6 disparos feitos contra ele por 3 indivíduos, sendo um deles ex interno da unidade Guarujá que, conforme denunciam os servidores, o ex interno era tratado como "bibelo" por algumas servidoras da equipe técnica.

Valdeck é o segundo servidor a ser assassinado em menos de 2 semanas e o quarto em menos de um ano, e igualmente a Francisco Calixto, seus algozes que foram de forma brilhante capturados pela policia, correm sério risco de algum juiz bom samaritano dar-lhes a liberdade e a absolvição, como aconteceu com seu companheiro da unidade de Marília, onde os assassinos foram absolvidos de forma descabida.

Robson Oliveira motorista da FC/Gtrans
Já os servidores Robson Oliveira, motorista da Gtrans da FC e dona Lidia de 59 anos trabalhadora da unidade amazonas, faleceram no dia 03.05.2017, ambos vitimas de AVC, sendo que a ultima faleceu dentro da unidade.

A morte de Robson de oliveira deixou os caras do outro lado da ponte ( como é conhecido os servidores da Gtrans) mais tristes e revoltados.

Para os companheiros de trabalho, fica mais do que claro que a morte de ambos, ocorreu em função das péssimas condições de trabalho, excesso de stress, humilhações, perseguições entre outros cometidos pela administração da FC e por sua corregedoria nefasta que frauda processos administrativos, chegando ao cumulo de fazer acordos com internos para que eles acusem servidores inocentes em trocas de regalias, como denunciou o ex corregedor Dr. Alexander Nocholas Decenzo.

Eduardo Candido Vulgo mandruvá
Porém mal o Gigi fala Tudo preparava esta matéria e video, chegou a noticia de que outros servidor Eduardo Cândido  da unidade Nova Aroeira mais conhecido como mandruvá, veio a óbito no fim da noite de ontem por causa de uma AVC.

Não bastasse isso, um vigilante da empresa terceirizada que prestava serviços na Fundação Casa de Osasco, foi confundido com um servidor da FC e foi brutalmente assassinado no dia 18.04. 2017 com seis tiros a queima roupa.

Vigilante da Fc Mosainton
Já em Caraguatatuba, um servidor foi reconhecido por ex internos no mês de março e foi brutalmente espancado, o mesmo ocorreu com o servidor Estevão da Unidade de Marília que no final de abril foi levar seu filho ao campo de futebol e foi cercado por um grupo de ex internos que queriam segundo o áudio dele "mata-lo".

Estevão Unid. Marilia
Os meliantes só não conseguiram o intento graças a um senhor que veio em seu socorro, mesmo assim, o servidor de Marília ficou bastante ferido.

Mas não pense nosso caro navegante que as mortes param por ai, no dia 10.04.2017, o servidor da unidade de Mirassol Luiz Antonio Pardal, faleceu devido a um acidente de moto logo após sair do plantão.

Colegas de Pardal, atribuem a culpa a FC, visto que a unidade não dispõem de transporte para os servidores, obrigando aos que moram mais distante usarem deste tipo de veiculo particular por conta dos custos, colocando a vida dos servidores em risco, visto que ao trabalharem por longa jornada de 12 horas, ainda mais a noite, estes saem cansados e exaustos, o que facilita esse tipo de acidente.

Mas não para por ai, em abril deste ano, a unidade de campinas foi alvejada por tiros disparados por bandidos armados e servidores foram ameaçados de morte.

No mesmo sentido no ultimo final de semana, durante as visitas, parentes de internos ameaçaram servidores da unidade Vila Maria de morte, sem falar em diversas rebeliões no ABC, litoral e grande são paulo, onde servidores sairão gravemente feridos.

Para completar o filme de terror, um servidor da unidade paulista, sem se quer ter encostado um dedo em um adolescente, foi acusado sem qualquer prova pelo internos, de imediato seu diretor que atua de forma canalha e hipócrita, afastou o servidor da unidade, encaminhando ele para a corregedoria que já prepara mais um PAD fraudulento para eliminar mais um pai de família dos quadros da fundação.

Terceirizadas na Gtrans Fraudes, Ilicitos e Motorista sem CNH, Tudo Com Apoio das Chefias


Mas como em toda gestão do PSDB, o pau que dá em chico não bate em Francisco, pois as empresas terceirizadas e ONGs que, segundo alguns cargos de confiança, são verdadeiros rios de caixa 2 não são fiscalizados.

Exemplos temos vários, na garagem chefias que foram denunciadas a mais de 9 meses por fraude e falsidade ideológica, além de não serem punidas, algumas ainda  foram promovidas e continuam a cometer abusos e absurdos contra os servidores, como ocorreu com o servidor Douglas da manutenção, que foi de forma humilhante ofendido com xingamentos e palavras de baixo calão pelo seu chefe imediato senhor Higor Victor de Almeida Pereira.

Só que o servidor não aceitou a humilhação e registrou um B.O de assédio moral.

O resultado disso, o MPT que já recebeu denuncia formal por parte dos servidores da garagem, mandou um procurador do trabalho até lá e intimou o chefetinho fascista, que segundo os servidores da garagem fugiu pelos fundos.


Mas não bastasse isso na Gtrans, os servidores ainda tem que conviver com o "ABRAÇO DE URSO", pois se não bastasse pessoas mal intencionadas verdadeiros alcaguetes, os servidores assistem as empresas de transporte terceirizadas (que muitos atribuem serem de propriedade de cargos de confiança), fazerem o que querem sem serem fiscalizadas.

Exemplos não falta, pois as terceirizadas tampam as placas dos veículos com autorização das chefias da garagem, para assim burlar a fiscalização de transito, ou ainda  mais grave, contratam profissionais do volante sem que estes estejam realmente habilitado e tudo com aval das chefias.

CNH falsa data de nascimento 13.13.61
Foi o que aconteceu com Francisco Fonseca motorista de uma terceirizada que transportava adolescentes infratores da a Fundação Casa  acompanhando de escolta da Policia Militar, preso em flagrante ao apresentar uma carteira de habilitação falsa para o preenchimento do relatório da PM.
A falsificação era tão grosseira que a dada de nascimento do meliante constava  como 13.13.1961.


Porém o mais absurdo de tudo isso e que comprova a conivência das chefias picaretas da Gtrans, é que esta carteira, segundo apurado pelo Gigi fala Tudo, passou na mão de quase todos os gestores da Gtrans, uma vez que é feito o cadastro do motorista e da CNH no Sistema de Gerenciamento de Frota -SISFROTA.

No entanto, nenhum dos gestores percebeu a fraude ou fez que não percebeu, afinal se a terceirizada e do Amigo "Urso", quem é que vai impedir de um falsário dirigir colocando em risco a vida de internos e servidores não é? 

E a corregedoria, ah! essa contra chefia picareta e fraudadora nem aparece, pois como bem disse o ex corregedor em sua denuncia todo mundo tem rabo preso.

Mas a mesma banda não toca assim para os pobres motoristas concursados, pois estes que não recebem treinamento para acompanhar as escoltas policiais, são obrigados a seguir as viaturas em alta velocidade, e caso sejam multados por suas placas (diferente das chefias e terceirizadas) não serem tampadas, pagam a conta e caso atinjam 20 pontos, a corregedoria do Jadir Fraudulentus mete  PAD e justa causa no rabo do peão.

Talvez, por essa proteção toda com os bandidos e perseguição contra os mocinhos operários concursados feita pela "corregidus infectus mauditus", que as chefias continuam a cometer novos ilícitos.

Viatura da PM em manutenção dentro da Getrans 
A moda agora é consertar viaturas de outras secretarias como é o caso das viaturas da PM flagradas pelo Gigi fazendo manutenção na garagem da Gtrans, o que é proibido e poderia até dar justa causa se fosse feita por um pobre mortal concursado.

ONGs Não são Fiscalizadas e o Rio de Dinheiro que Escorre em prejuízo ao Servidores e Cidadão que pagam a Conta


Mas se nosso caro navegante esta de boca aberta, então agora vai cair o queixo, pois a FC gasta uma verdadeira fortuna, o que segundo denuncias recebidas recentemente pelo Gigi de alguns cargos de confiança, são verdadeiros esquemas para desviar recursos, para não dizer lavanderia.

O Gigi tem recebido reiteradamente denuncia dos servidores, que as ONGs que atuam em parceria com a FC, não estão cumprindo contrato, pois além de não fornecerem o serviço adequado, bem como a mão de obra como é o caso da enfermagem, deixa ainda de fornecer equipamentos e materiais para as tais atividades pedagógicas para as criancinhas infratoras homicidas e latrocinas defendidas pelos direitos dos manos.

Não bastasse isso, na maioria das unidades geridas por ONGs, até água mineral falta para o consumo dos servidores, muitos tem que trazer papel higiênico de casa para não andarem com as pregas sujas, além do que,  nos finais de semana as tais ONGs (Organizações Novo Golpe), deixam de aplicar as atividades lúdicas e educativas aos jovens, sobrecarregando os servidores que já estão em escassez dentro desta unidades.

termo elaborado pela chefia de Diadema
Foi o que aconteceu na casa de Diadema, onde um adolescente foi "estuprado" por  outro, no entanto a vitima foi isolada e o "Jack estuprador" continua no convívio desfrutando do bem bom e ainda com a intenção de ser protegido pela administração daqueles centro conforme demonstra o documento elaborado.

Observe nosso navegante que isso ocorreu porque simplesmente os funcionários da ONG (que são tão explorados quando os da FC), estavam de folga sábado e domingo deixando as criancinhas endemoniadas sem atividades, ficando a pergunta cade o contrato feito entre FC e ONG, Não era para ser cumprido?

Como se vê, o jeito Geraldo Alckmin do PSDB de governar é só na base da picaretagem, e com certeza o "Santo" deve estar muito próximo do inferno, pois caso ocorra uma investigação da PF, MPF e MPT dentro da FC, os escândalos da lava jato que titio Alckmin esta envolvido vai ser fichinha.


Rebelião nos Cargos de Confiança e Na Corregedoria


Com a proposta de privatização em curso inclusive com cronograma de demissão de servidores, muitos cargos de confiança concursados estão extremamente preocupados, não só em perder o cargo, mas também o emprego.

No afã de defender seus empregos e acabar com a perversidade cometida por esta gestão nefasta contra seus servidores, um grupo de cargos de confiança, junto com dois membros da corregedoria procuraram o Gigi Fala Tudo, para colocar a disposição que eles tem de colaborar caso o MPT, MPF e PF comecem a investigar a FC, pois segundo eles o MPE não é de confiança pois estaria no bolso do governador e da presidente da FC.

Os documentos mostrados pelos rebeldes dão conta de fraudes gritantes, como a compra de remédios sem uso que foram descartados com custo de mais de R$ 200.000,00 reais, fora equipamentos e obras superfaturadas entre outros.

Já os rebeldes da corregedoria, nos mostraram documentos fraudados para gerar o arquivamento de processos contra chefias corruptas, bem como documentos fraudados para prejudicar servidores e ainda indicaram como alguns membros da corregedoria chegaram de forma bandida a cargos de confiança como direção de unidade, assistentes entre outros, no jogo do prejudica lá ou protege ali e toma cá.

Um deles inclusive citou o processo criminal aberto pelo corregedor contra Gilberto Braw que tramita no JECRIM da Barra Funda, prometendo cópia de docuemnto que afunda de vez com o farsante corregedor.

Não bastasse isso, mostrou supostos documentos que comprovariam que o corregedor geral da FC além do cargo, que é de uso e tempo exclusivo, poderia estar advogando em seu escritório pessoal em horário que deveria estar trabalhando para a FC, porém estaria recebendo sem nenhum prejuízo.

Como nosso nobre telespectador pode observar, dentro da FC os únicos que são corretos e honestos, são os servidores e os internos, porque  sobre a gestão, corregedoria e chefias pairam muitas e muitas suspeitas.


Trabalhadores Podem Decretar Greve e Colocar Gestão na Cadeia e Ainda Ter Ganhos


Os trabalhadores da Fundação Casa, tem no próximo dia 06.05 (sábado) na Assembléia Geral, uma chance de ouro de decretar uma greve que pode colocar muitos dos gestores da FC no lugar dos internos infratores.

Para tanto, os servidores devem se despir do espirito mendigo que corre atras das moedas e migalhas lançadas pela FC, e buscar conjuntamente o pote de ouro e a administração da Fundação pelos e para os trabalhadores.

A formula é simples e rápida ao invés de requerer os 75 pontos de pauta que só servirão para atravancar o processo judicial e gerar efeito suspensivo, pois segundo informações, a FC pretende propor entre 3 a 4% de reajuste para dar um cala boca nos servidores e com isso comprar o fim da instituição com a privatização, sem que haja claro reação dos empregados.

Ao invés disso, os servidores deveriam dar uma facada fatal na instituição e na gestão nefasta, invertendo a pauta de reivindicações, transformando esta em apenas cinco ou seis tópicos que caracterizam-se como clausulas sociais, mas que em alguns pontos terá efeito salarial devastador para a FC e com grande ganho para os servidores.

O ponto principal que tem que ir na cabeça da pauta segundo o ex-presidente do sindicato Gilberto, seria o cumprimento do dissidio 20231/2004 que trata da segurança e da estabilidade dos servidores, pois uma greve decretada em cima da segurança, onde os servidores tem discurso jurídico e prova concreta de que estão morrendo dentro e fora das unidades, coloraria em xeque o TRT e a FC, impedindo que em uma greve por tempo indeterminado pudesse haver qualquer desconto dos dias parados, o que levaria a FC ao caos total e rebeliões inimagináveis.

O segundo ponto principal e conforme os relatos dos cargos de confiança é o terror da gestão de Berenice Gianella, seria exigir uma intervenção na corregedoria da Fundação com uma investigação da PF, MPF e MPT dentro da corregedoria, com anulação de todos os PADs, afastamento da corregedoria e da gestão, reintegração de todos os demitidos pelos PADs, investigação da PF, MPF e MPT das terceirizadas, e ONGs, obras e materiais licitados nestas gestão.

Isso implodiria não só a gestão, como também o processo de privatização da instituição, e ainda de quebra, com a rebeldia de cargos de confiança que não aceitam fazer parte das falcatruas, muitos dos gestores bandidos seguiriam o caminho da cela fria.

Esse discurso jurídico e politico da transparência da gestão publica, ainda mais com provas e corregedores entregando documentos, seria imbatível na sociedade e na mídia, trazendo a sociedade para o lado dos servidores e encurralando o governo.

O terceiro ponto fundamental é o reconhecimento da estabilidade de servidor publico especial para todos, inclusive com direito ao porte de arma que deveria ser concedido pelo governo do estado que tem poder para isso, ou determinado pelo TRT, que é um órgão de justiça federal e também em tese tem poder para tal determinação.

O quarto ponto fundamental e com certeza agradará os servidores, é o fim do PCCS, que é uma verdadeira fraude  e só serve para gerar argumentos jurídicos para a FC realizar a demissão de servidores concursados sem justa causa.

Apesar de ser uma clausula social no bojo das reivindicações, a extinção do PCCS diretamente vai trazer um ganho salarial de 50% até 100% a médio prazo, visto que com a extinção do plano, volta a vigorar a norma da equiparação salarial prevista na CLT, hoje impedida de ser reivindicada judicialmente pelo fato da existência do PCCS fajuto.

Assim, os servidores poderiam ingressar com antecipação de tutela requerendo a equiparação em ações individuais, plúrimas ou até mesmo coletivas através de dissidio, sem a minima chance de perder, uma vez que esta reivindicação esta amparada por força de lei.

Como se pode observar, no primeiro momento para a FC não tem impacto nenhum a reivindicação da extinção do PCCS, nem econômico, o que impediria ela de requerer o efeito suspensivo junto ao TST, porém em um segundo momento o impacto é gigantesco porém fora do contesto jurisdicional do dissidio coletivo, trazendo um enorme ganho principalmente para os servidores que hoje encontram-se no nivel l e ll.

O quinto ponto fundamental, seria o restbelecimento da unica escala de trabalho legalizada por acordo coletivo qual seja a escala 3x2, pois dentro desta escala as horas extras do adicional de jornada já estavam embutidas, assim não teria como o judiciário ser contrário a norma constitucional, o que diretamente elevaria o salario de muitos que hoje ganham em torno de R$ 1.800,00 reais para em torno de R$ 6.800,00 reais e assim sucessivamente, como é escala de trabalho, ou seja, fixação de jornada, entraria também nas clausulas sociais, mas com ganhos reais a médio e longo prazo.

O sexto ponto, seria a obrigatoriedade dos cargos de confiança de divisão para baixo serem cargos exclusivos de carreira, com indicação direta através de eleição pelos servidores concursados dentro de um organograma que os autorize a disputar, tais como, tempo de Fundação, grau de instrução, função entre outros.

Por ultimo e não menos importante, exigir uma investigação do MPT, PF e MPF nos contratos do convenio médico, exigindo que o beneficio fosse restaurado nos moldes  de sua implantação em 1999, o que obrigaria a FC a descontar do servidor no máximo de 10 a 17%  do salário, independente do numero de dependentes e dos agregados.

Enfim como os servidores podem observar,  estão entre a cruz e a espada, ou seja, como em um jogo de truco, aquele que fizer a melhor jogada pode faturar o tento (ponto), porém aquele que blefa sem ter a mania nas mãos pode tomar uma seisada ou um nove rato e pegar o caminho da roça.

Diante de tudo que se aponta, o que mais é necessário neste momento para barrar a privatização, a demissão e a dizimação da categoria é a união de todos,

Para isso, todos os atores que se dizem representar os servidores, (oposição, situação e independentes sindicais), devem juntar forças em um único objetivo a moralização da instituição publica, pois este é o único caminho sólido para salvar o emprego, a vida e garantir dignidade no trabalho para todos e de quebrar vingar as centenas de vidas ceifadas por essa gestão perversa que a mais de 12 anos tortura, trucida, humilha, adoece e mata pais e mães de família com politicas nefastas e descabidas.

Em um video de 20 minutos, o ex presidente do sindicato Gilberto faz uma singela homenagem aso servidores que perderam suas vidas dentro da FC no ultimo ano, bem como faz uma explanação bem clara dos caminhos a serem percorridos para implodir de vez o processo de privatização, os caminhos para conquistar de volta a estabilidade, salários, e decretar o fim da gestão nefasta de Berenice Gianela e Jadir Pires Borba.

Click no video para asistir, inscreva-se no canal, curta e compartilhe.

Por Gilberto Braw

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Servidores da Fundação Casa Esculhambam Governador Tucano Em Moção de Apoio a Alckmin

"Sabemos o que é ter um grupo de pessoas que comandam e que aparelham tudo há mais de 10 anos aqui na Fundação CASA e que se utilizam de ferramentas diversas para satisfazer seus anseios pessoais, repugnantes e inescrupulosos."


Os servidores da Fundação Casa de São Paulo do setor de transporte GTRANS, enviaram ao Gigi Fala Tudo uma moção de apoio ao Governador Geraldo Alckmin que é uma verdadeira bofetada na cara do tucano.

Em matéria do jornal o estado de são paulo deste mês, Geraldo Alckmin soltou a seguinte perola "Não há nada mais duro que ser injustiçado" sobre as delações da Odebrecht.

Essa declaração de Alckmin é no minimo inusitada, pois o governo tucano em São Paulo comandado por ele, é o campeão em cometer injustiças contra os servidores públicos, em especial os da Fundação Casa, onde Alckmin e sua trupe montou uma corregedoria que adultera documentos e frauda provas em processos verdadeiramente fraudulentos, com o claro intuito de punir e demitir servidores inocentes e perseguir desafetos políticos, como denunciou o ex-corregedor Alexander Nicholas Descenzo em entrevista exclusiva ao Gigi fala tudo.


O setor de transporte da instituição é um exemplo claro dessas injustiças cometidas por Alckmin, pois chefias que cometeram crimes de falsidade ideológica, fraudes e corrupção, ao invés de serem punidos foram promovidos, já os servidores inocentes que os denunciaram, foram perseguidos e punidos injustamente pela corregedoria nefasta.

Diante desta deixa de Alckmin, os servidores de forma educada e inteligente, lançaram uma moção de apoio que é uma verdadeira bofetada na cara do tucano golpista. 

O Gigi Fala Tudo parabeniza os trabalhadores do setor de transporte e a todos os servidores da FC pela forma inteligente  e lição de moral dada ao tucano, cujo governo é o campeão de ações por assédio moral.

Confira abaixo a Moção:

Por: Gilberto Braw

MOÇÃO DE APOIO AO GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN




Em nome de todos os pais e mães de família, que labutam nesta Fundação CASA, acordam cedo e batalham para ganhar o pão nosso de cada dia, de forma digna e honesta, que enfrentam as agruras do dia a dia, esse texto é para todos vocês, a todos que passaram e passam por situações constrangedoras, assim como vem passando o querido Governador de São Paulo.

No dia 20 de abril de 2017 saiu, no sítio eletrônico do jornal O Estado de São Paulo, uma breve entrevista em que o Senhor Governador do Estado de São Paulo Geraldo Alckmin cita uma frase forte e impactante: NÃO HÁ NADA MAIS DURO QUE SER INJUSTIÇADO.

Nesta mesma matéria consta uma foto:



Vide que atrás dele encontra-se o honrado e agora Ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes, homem íntegro.

Sabemos Senhor Governador o que é isso, ser INJUSTIÇADO! Ah e como sabemos! Creio que o Senhor Governador não saiba o que essa palavra realmente significa.

Sabemos o que é ter um grupo de pessoas que comandam e que aparelham tudo há mais de 10 anos aqui na Fundação CASA e que se utilizam de ferramentas diversas para satisfazer seus anseios pessoais, repugnantes e inescrupulosos.

Sabemos que esse senhor que lhe acompanha na foto e na sua vida política, hoje Ministro do STF, grande constitucionalista, um de seus pupilos, já foi presidente desta Fundação e demitiu quase 2.000 pessoas, taxando-os de TORTURADORES e isso o fez PUBLICAMENTE, acarretando, após demandas judiciais, em um prejuízo milionário aos cofres públicos do Estado de São Paulo e arrebentando com a vida de todos esses trabalhadores, pais e mães de família. Só para saber, qual foi a punição dele? Respondemos: Virar Secretário do seu governo, depois Ministro do Temer e hoje Ministro do STF, nossa, como as coisas são justas não é?!

Retornando a realidade desta última década na FEBEM / Fundação CASA...

Sabemos que na Fundação CASA há algumas peculiaridades que trazem não só esse sentimento de INJUSTIÇA, mas a sua aplicação cruel, nas suas piores facetas.

Aqui portarias são criadas e aplicadas atropelando as leis e só tem valor a quem convém! Aos amigos do rei, tudo!

Legalidade, moralidade, impessoalidade...princípios constitucionais a que todos os servidores públicos estão adstritos, melhor, deveriam estar! Aqui ELES são a lei, a Constituição, os juízes, tribunais e OS CARRASCOS!

Aqui Senhor Governador, se você trilha o caminho certo e combate àqueles que se enveredam pelos caminhos da ilegalidade, imoralidade e pessoalidade, você é perseguido, caçado e PREMIADO com um belo Processo Administrativo Disciplinar, enquanto aqueles que deveriam de fato sofrer as sanções são agraciados com cargos, como isso é JUSTO não acha?! Mas ainda não acabou não...

A nossa Constituição Republicana é a base para toda e qualquer legislação, traz diversos princípios basilares para a construção das leis e normativas diversas, citemos, dentre vários, alguns importantíssimos:

DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA. Difícil conceituar, mas facílimo de compreender, respeito ao ser humano, na forma mais ampla que se possa ter por respeito.

Onde fica a dignidade dos servidores que sofrem Processos Administrativos Disciplinares por não aceitarem as atitudes criminosas que sofrem na pele ou que um colega venha a sofrer, aos cala bocas, ao errado como o certo, nossa, são tantos absurdos que para enumerá-los demandariam dias e mais dias...

E não acaba por aí: disso tudo acarreta um efeito em cadeia, onde estes servidores devem dispender de seus parcos recursos na contratação de advogados, nada baratos, tirando o dinheiro fruto de seus trabalhos, gerando indignação, sofrimento e dor pela sensação total de impotência! Isso mesmo, IMPOTÊNCIA! A quem se socorrer? A você Senhor Governador??

Desses processos esdruxulamente montados vêm punições e dentre elas as demissões.

Aliás, o ex-corregedor auxiliar cita isso abertamente, processos montados, somente para cumprir tabela e dar a roupagem jurídica, pura falsidade, mas sejamos realistas, a quem surpreendeu isso tudo? Ele só bateu na tecla que todos os que têm um mínimo de capacidade mental já sabem de anos. Acha isso JUSTO Senhor Governador? Melhor, acha isso LEGAL, na acepção do termo legalidade? Melhor ainda, acho isso MORALMENTE aceitável?

Rebatendo nos princípios constitucionais, cite-se o famoso “ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória”, a conhecida PRESUNÇÃO DE INOCÊNCIA. Gostaria de saber se esse princípio basilar é de conhecimento da Corregedoria da Fundação CASA? O que temos é diametralmente oposto: Todos os servidores que não convém, por interesses pessoais dos “gestores”, são culpados, ainda que provem o contrário!

Que beleza não é Senhor Governador? Ainda se acha INJUSTIÇADO?

Poderia discorrer diversas e diversas situações que ocorrem sob as vistas de quem quiser ver, mas não vem o caso, disso tudo, para finalizar:

NÓS SABEMOS O QUE É INJUSTIÇA SENHOR GOVERNADOR, NÓS ENTENDEMOS ESSE SEU SENTIMENTO E O SENHOR, SABE DO NOSSO? O SENHOR POSSUI RECURSOS FINANCEIROS PARA CONTRATAR QUEM QUISER, O SENHOR POSSUI PODER POLÍTICO, MAS O SENHOR FECHA OS OLHOS PARA NOSSA LAMENTÁVEL REALIDADE VIVIDA COTIDIANAMENTE, SÓ ENXERGA O QUE LHE CONVÉM POR QUE ESTÁ PREOCUPADO COM VOCÊ E AS PRÓXIMAS ELEIÇÕES.

Você tem o que fazer, e nós? Vamos recorrer a um sistema aparelhado: ouvidoria, corregedoria, etc.?

O senhor não sabe o que é injustiça, o senhor coaduna com ela!

Vivem de braços dados bailando há anos!

Mas sabe senhor governador, não vamos nos igualar, porque ainda temos princípios, não vamos pré-julgar como fazem com todos nós por todos esses anos em todos os dias! Que possa provar a sua inocência, que tenha um tratamento digno, mas que também tenha um mínimo de respeito com todos nós!

Não brinque com vidas, com pessoas que possuem uma missão de importância ímpar para a sociedade ao ter de trabalhar para que adolescentes possam buscar outros caminhos e esse trato indigno reflete no trabalho, no lar e na sociedade.

Tenha mais responsabilidade no seu cargo ao indicar pessoas despreparadas que também só são capazes de enxergar seus próprios umbigos.

Nós somos servidores, eleitores e cidadãos! Nós somos a Fundação, o Estado e o País!

Pegue essa sua dor e aprenda a enxergar e sentir a dor alheia, isso se chama empatia, humanismo e respeito!

Que se combatam as injustiças, todas, sem distinção.

Ass. Trabalhadores Injustiçados por V. Excelência na Fundação Casa de São Paulo