GiGi Fala Tudo

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Governo do Ceará, MP e Judiciário Mandam Socioeducadores Para Morte e Miséria

Camilo Santana Gov. do Ceará
Parece que o Governador do estado do Ceará Camilo Santana do PT andou fazendo curso de destruição em massa de servidores da socioeducação com a direita e com o PSDB, em especial com o atual ministro do STF Alexandre de Moraes.

Afinal, os caminhos percorridos por Camilo no trato com os profissionais que atuam em medidas socioeducativas de atendimento a adolescentes autores de atos infracionais abrigados em instituições do estado, são as mesmas praticadas por Moraes e Alckmin em 2005 no estado São Paulo que acabou em tragédia.

O Governo do Ceará comandado pelo petista, segue a mesma cartilha do PSDB paulista para destruir pais e mães de família, deixando a impressão de seu projeto ser cópia fiel da mediocridade tucana implantada em são paulo, projeto este que massacra, mutila e mata servidores e adolescentes.

O governo com a desculpa de melhorar o atendimento socioeducativo de infratores, elaborou uma seleção publica para a contratação de servidores para o já falido sistema administrado pela Superintendência de Atendimento Socioeducativo  do Ceará - SEAS.

Junto com o processo de seleção, segundo informações colhidas pelos Gigi Fala Tudo, foi garantido aos servidores que já estão no sistema a 10,15, 20 anos, participarem do suposto processo seletivo onde teriam acréscimo de pontos na prova de títulos em função da experiência que estes possuíam.

No entanto, o que se verifica na verdade através das redes sociais, é que a prova parece não ter levado em consideração este aspecto e a maioria absoluta dos servidores serão demitidos.

A demissão destes profissionais com longos anos de serviços prestados, gera um grande risco a sobrevivência destes servidores e suas famílias, mas também gera um risco gravíssimo a vida dos novos servidores que estão ingressando, onde muitos deles podem ficar mutilados ou mesmo perder a vida pela falta de experiencia neste tipo de atividade.

Este ataque feito pelo governo do estado do ceará aos servidores que já estão no sistema, é uma verdadeira covardia, pois, a maioria absoluta já encontra-se em idade avançada na casa dos 50 anos de idade e carregam sequelas físicas e psicológicas que dificultaram sua reinserção no mercado de trabalho.

Seas, OAB e direitos Humanos do Ceará Vivem No mundo de conto de fadas
Historicamente os servidores que atuam em medidas do sistema prisional, seja ele juvenil ou adulto, acumula doenças físicas e mentais inerentes a esse tipo de trabalho com danos muitas vezes irreparáveis, levando a gastos com tratamento e uso de medicamentos controlados para o resto da vida.

A maioria dos servidores apresenta problemas cardíacos, pressão arterial, artroses, síndrome do panico, alucinações, síndrome de perseguição entre outras doenças que afetam diretamente sua desenvoltura perante o mercado de trabalho.

O governo do estado por anos se aproveitou da força de trabalho destes servidores para garantir a segurança da sociedade cearense contra os infratores juvenis. No entanto, agora sob a batuta de uma nova ótica pregada pelo MP da infância e juventude, sociedade civil e judiciário, descartam estes profissionais como se fossem entulhos e verdadeiros lixos, sem qualquer garantia de sobrevivência, colocando em risco suas famílias e seus filhos que poderão por força das condições de sobrevivência tornarem-se clientes do sistema socioeducativo.

Mas como em todo o Brasil, o mp e judiciário do ceará não esta preocupado com pais e mães de família trabalhadores, ou se quer com seus filhos honestos. 

Os MPs e Judiciários do país, tem se mostrado mais preocupados em garantir direitos aos bandidos e infratores mirins do que aos cidadãos de bem.

Governo, MP e Judiciário de Ceará o mundo do faz de conta
Um exemplo disso, é o descaso com estes servidores que a décadas labutam arduamente para garantir o funcionamento de um sistema falido pelo próprio estado, MP e judiciário e a falta de politicas coesas e efetivas para a recuperação dos adolescentes infratores.

Não busca o MP, Judiciário e governo do estado garantir os direitos destes servidores, querendo ou não são detentores de direitos, pois prestaram serviço diretamente ao estado na área de segurança publica, cuidando de jovens que cometeram homicídios, latrocínio, tráfico de drogas, roubo a banco, assaltos entre outros.

Dessa forma e por questões de segurança, não pode agora estes servidores serem jogados aos leões como meros trabalhadores comuns, pois a maioria mora em periferias bem próximo ou nos mesmos bairros que os jovens bandidos que eles cuidavam, por tanto não podem ficar sem qualquer amparo estatal.

Seria o mesmo que pegar um juiz, um promotor ou um policial e colocar para morar no meio da favela junto com os bandidos que eles mandaram para a cadeia, o resultado é simples de se prever.

Por mais que parte da sociedade civil tente afirmar que a questão dos jovens infratores esta ligada a área social, na verdade a socioeducação esta ligada diretamente a área de segurança publica, pois não há diferença nos crimes cometidos pelos menores ou maiores, ambos tem suas práticas criminais listadas no código penal, sendo a diferença que os maiores são processados pelo CPP e os menores pelo ECA, o que incentiva cada vez mais a reincidência destes em crimes graves, a sensação de impunidade e o aumento da violência por eles praticada.

Jogar pura e simplesmente estes servidores adoecidos pelo próprio sistema no olho da rua, é o mesmo que lhes retirar as garantias constitucionais elencados no artigo 5º da CF cidadã, ferir todas as normas trabalhistas e ainda colocar em risco a sobrevivência destes e de suas famílias, o que é incompatível com o estado democrático de direito.

Risco de mortes, estupros e mutilações dos novos socioeducadores 


Não bastasse isso, o governo do estado de forma irresponsável e assassina,  não vai destruir apenas a vida dos servidores que estão saindo sem as devidas garantias constitucionais, pode destruir a vida dos servidores que estão entrando também. 

Sitbem Sindicato da CUT tão pelego quanto o sitraemfa
Ao demitir os servidores antigos que acumulam anos de experiencia e colocar servidores novos sem que estes tenham qualquer experiencia, o governo colocará diretamente a vida destes trabalhadores em risco pois, os internos ao perceberem a inexperiência dos novatos servidores, vão se aproveitar para fazer rebeliões violentas, vitimas fatais para dar exemplo,  gerando lesões psicológicas, físicas e até mesmo mortes dentro do sistema como ocorreu em são paulo em 2005.

Em 2005 Alexandre de Moraes (atual min. do STF), cometeu a mesma imbecilidade na Febem de São Paulo (atual Fundação Casa), o resultado foi uma tragédia com a morte de servidores, internos e milhares de servidores mutilados e destruídos psicologicamente, sendo que muitos acabaram aposentados por incapacidade.

Usando da mesma teoria que vem sendo usada pelo governo do estado do Ceará, Moraes buscou a todo tempo responsabilizar os servidores antigos pela falência do sistema, sem qualquer conhecimento da funcionalidade do sistema de abrigamento de infratores juvenis com medida restritiva de liberdade, ele Moraes em uma unica tacada demitiu 1751 servidores do patio, lembrando que o quadro total de servidores da instituição á época era de 8 mil.

O resultado foram 175 dias de rebeliões cada vez mais violentas, 11 adolescentes mortos, 2 servidores mortos, centenas de servidores mutilados sendo que a maioria ficou incapacitada definitivamente, 4 servidoras estupradas, mais de 20 mães e irmãs de internos estupradas, mais de 150 internos abusados sexualmente por outros internos e o pior de tudo, a instalação definitiva do crime organizado (PCC) dentro do sistema de internação juvenil, o que nunca havia ocorrido antes.

Segundo as denuncias de inúmeros servidores do complexo Vila Maria, a própria irmã de Moraes ficou gravida de um interno, as ONGs que compunham as supostas organizações de direitos humanos, assumiram as unidades por menos de 3 meses, ao verem que a coisa não era bem do jeito que eles pregavam na teoria, foram obrigadas a se retirarem e  clamar pelo retorno dos servidores demitidos.

As maiores vitimas daquela tragédia provocada por Moraes foram justamente os servidores novos  recém contratados. O fato de não terem qualquer experiencia prática do sistema, por não terem tido espelhos e exemplos de servidores antigos, os novatos como são chamados, acabaram sendo presas fáceis dos criminosos mirins.

Dos 1751 servidores novos contratados no lugar dos demitidos, restaram na instituição menos de 150, muitos entravam para trabalhar em seu primeiro dia, saiam para almoçar e se quer voltavam para dar baixa em sua CTPS.

Apenas depois de 12 meses da reintegração dos 1751 demitidos é que  fundação começou a retornar a normalidade. Porém, o crime organizado ficou instalado no intramuros da instituição até hoje.

Igualmente esta ocorrendo no Ceará, o MP e Judiciário também apoiaram as medidas nefastas do governo do PSDB paulista, fizeram coro  contra os servidores, igualmente faz o governo cearense tentou jogar a culpa nos servidores demitidos e nos antigos pelo caos.

Porém, a categoria que possuía lideranças na base conhecedoras das leis e que não se venderam ao governo como fez a direção sindical do sitraemfa comandada por Maria Gusmão, foram a luta e se mobilizam, realizando uma gigantesca greve da categoria que durou 175 dias, fazendo debates no TRT, TST, STF e com toda a sociedade através da mídia.

Foi com base na luta organizada na base que reconquistaram seus direito de reintegração e com ele a estabilidade de servidor publico.

No Ceará, a situação dos servidores é idêntica ao que ocorreu em são paulo, pois o Sitbem - sindicato que representa a categoria profissional também é filiado a CUT, igual ao de São Paulo é subserviente ao governo do estado que é comandado pelo PT e é tão pelego quando o sitraemfa/sitsep de são paulo, que mesmo filiado a CUT compõe com o PSDB.

Mas no ceará tem um agravante, o governo não vai trocar só 30% dos servidores como ocorreu em são paulo, lá eles vão trocar quase 100% do quadro funcional, o que vai propiciar um massacre aos servidores novatos como nunca se viu na história da socioeducação.

Membro do SEAS Tem Histórico de Criar Tragédias e Mortes na Socioeducação do Paraná


Não pense nosso caro navegante que o que esta ocorrendo no estado do Ceará é apenas um acaso isolado, ou apenas o desconhecimento do executivo estatal.

A tragédia que se prepara para aquele estado, é orquestrada por uma pessoa que já tem uma certa experiencia em desestruturar a socioeducação e propiciar assim morte de servidores e internos.

Conforme levantado pelo jornal língua afiada do Gigi fala tudo junto aos socioeducadores do Ceará, quem comanda a Superintendência de Atendimento socioeducativo - SEAS que vem promovendo toda esta barbárie é o senhor Roberto Bassan, velho conhecido dos socioeducadores do Paraná.

Segundo um áudio lançado nas redes sociais (watszapp), e reproduzido pela Radio Zap Gigi Fala Tudo, o diretor jurídico do sindicado dos socioeducadores do Paraná Mario Monteiro, relata a destruição feita por Bassan a socioeducação do Paraná quando de sua passagem por lá.

Segundo o áudio lançados no grupo de socioeducadores, Bassam igualmente vem fazendo no Ceará, aplicou suas teorias nefastas que levaram o sistema  paranaense a um colapso, provocando mortes e inúmeras rebeliões entre outros, demonstrando seu despreparo para conduzir qualquer projeto nesta área.

A forma nefasta como a Seas vem conduzindo o processo de mudança no estado do Ceará, só vem a confirmar as acusações feitas pelo diretor jurídico do Sindsec/PR, pois como se pode observar, eleva-se com destaque as medidas socioeducativas pedagógicas sem garantir efetivamente a segurança, ponto principal para se efetivar qualquer projeto de restruturação.

No Ceará vem ocorrendo o mesmo que acontece em são paulo e no resto do Brasil, teóricos formados apenas no papel, apresentam seus projetos mirabolantes sem qualquer efetividade ou experiencia prática, tentando assim emplacar um novo modelo as medidas socioeducativas sem sucesso, visto que os teóricos sempre esquecem de ouvir o ator principal para que qualquer projeto funcione, ou seja, o servidor do pátio.

É inconcebível qualquer projeto cujo ator principal para seu funcionamento não seja ouvido, pois é ele o agente socioeducador que atua diretamente com os jovens infratores,  conhece a realidade do dia a dia e o que é possível de ser implantado e como deve ser implantado.

Da mesma forma, não existe unidade de internação perfeita, seja ela prisional adulto ou de infratores mirins, uma vez que sua construção seguem a mesma regra sem que o profissional do patio seja ouvido.

É este profissional  quem atua na segurança e prevenção de fugas e rebeliões. É este servidor que sabe como as armas internas são feitas, qual as falhas devem ser corrigidas para evitar que os jovens venham a gerar rebeliões ou tentativas de enquadramento e consequentes fugas.

Infelizmente no Brasil, diferentemente de outros países, nossos especialistas são formados apenas no papel e não na prática. Assim, não passam eles de apenas teóricos ao invés de práticos, impondo teorias que não se coadunam com a realidade dos infratores juvenis Brasileiros que, de tão protegidos e apoiados pelos sistema judiciário e ministério publico, acabam entrando no sistema como aprendizes e saindo verdadeiros professores do crime.

Há que se falar que, pessoas como Roberto Bassan do Seas cearense, são replicas exatas de Gianelas, Moraes, Chalitas e tantos outros teóricos que não reeducam nenhum infrator mirim, mas são especialistas em transformar em bandidos pais e mães de família que atuam diretamente nas medidas de internação e possuem larga experiencia na área, mas acabam sendo culpados pela omissão reiterada do estado, MP e Judiciário.

Esta sim é a especialidade desse tipo de teórico hipócrita e nefasto, pois possuem experiencia na arte de mentir e enganar a sociedade para proteger seus cargos políticos e seus governantes nefastos que na realidade não fazem nada para recuperar os adolescentes autores de ato infracional. 

Ao contrário, usam do sistema para justificar gastos absurdos e abusivos como um saco sem fundo, onde a conta é paga pela sociedade  e por você caro internauta contribuinte.

No mesmo diapasão vem o MPE e Judiciário, pois fingem que fiscalizam e combatem a corrupção nestas estruturas ou defendem os direitos das crianças e adolescentes, mas na verdade são tão responsareis  pela balburdia quanto os demais atores estatais, visto que, é o MPE e Judiciário que internam os infratores em instituições sem o minimo de condições de atendimento e depois de coloca-los no inferno aparecem como supostos anjos para garantir seus direitos.

Ora! porque não garantem os direitos  destes jovens antes mesmo destes virarem infratores, porque não garantem atendimento adequado e digno para a recuperação destes jovens adotando medidas severas contra os governantes e seus cargos de confiança que na maioria das vezes estão ali nestes verdadeiros purgatórios juvenis apenas para ganhar dinheiro ou se enriquecer ilicitamente.

Mas não, preferem os nobres promotores de justiça e juízes da infância e juventude dos estados atacar os servidores parte mais fraca da relação.

Assim os hipócritas representantes do ente estatal, com poder de mando e de mudança nada fazem, a não ser claro sacrificar jovens internos e servidores, ambos da mesma classe social e vitimas da mesma máquina estatal de moer gente.

Exemplo dste tipo de hipocrisia onde um poder é conivente com o outro e ambos responsabilizam apenas infratores e servidores, foi o VIII encontro da magistratura, do ministério publico e da defensoria publica da criança e do adolescente do estado do ceará, ocorrido no ultimo dia 31 de agosto no auditório do Tribunal de Justiça do Ceará.


As colocações e discursos politicamente corretos ali feito pelos parentes estatais, igualmente ocorre em são paulo e no resto do pais, não se preocuparam em discutir a tragédia que se anuncia naquele estado e que pode causar vitimas fatais entre internos e trabalhadores. Esse tipo de discussão como ali ocorreu, deixa bem claro a proteção entre os poderes, a mediocridade da politica para a infância e juventude e o descaso com os trabalhadores do setor e com os infratores minrins.

Essa situação só vai realmente mudar quando os verdadeiros atores do sistema socioeducativo se rebelarem juntos, unidade por unidade, estado por estado.

Só assim conseguiram mostrar que, são os servidores do sistema os verdadeiros responsáveis pelo funcionamento da maquina e único ator compromissado com a recuperação do jovem infrator, porque o resto, não passam de políticos com promessas vazias para ganhar dinheiro,  status e poder a custa da miséria alheia.

Acompanhe o debate da socioeducação no Brasil pela Radio Zap Gigi Fala Tudo - Jornal Língua Afiada é só adicionar no zap 11- 976333873, mande o nome e de onde é para receber nossos programas.

Por Gilberto Braw

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Fundação Casa: Servidores do Diurno Podem Esvaziar as Unidades dia 31, Bye Bye 11% de 2016 e Servidor Pode Ter Que Devolver o Adiantamento (Vídeo)

Os trabalhadores do Plantão Noturno podem tomar um prejuízo enorme e a Fundação Casa também.

Video rodizio Já artista servidor desconhecido
video

Provocados por meia duzia de servidores do plantão noturno (que de forma mesquinha tentam satirizar a luta dos servidores do rodizio, principalmente do interior), os servidores do plantão diurno revoltados prometem esvaziar as unidades em todo estado no dia 31.08, data em que o sindicato esta chamando uma assembléia para definir se mantém o noturno fixo ou o rodizio.

A estratégia dos trabalhadores do diurno de várias unidades principalmente do interior é simples, nesse dia a maioria pretende buscar atendimento médico na capital, uma vez que o convênio médico no interior fornecido pela Amil, além de caro é precário e não atende em todas as cidades, obrigando servidores a buscar atendimento até 80 km de suas residencias.

Irados com as piadas lançadas por esta meia duzia, chegando em um dos grupo de nwtszapp um cidadão colocar que "os pés rachados do interior não vem pois as mulas não aguem andar até São paulo", outro que de forma ofensiva fica postando que "rodizio só se for de carne ou de pizza" e outro que criou um grupo chamado Noturno Sem Culpa, vive nas redes sociais provocando dizendo que "o rodizio já era e que tem viúvas chorando e tentando rachar a categoria".

Este tipo de piada e provocação, revoltou os servidores do diurno do interior e litoral,  por conta própria começaram a fazer rateios pra locar vans, caso o sindicato tente dar novo golpe.

Neste dia, a tendencia é os servidores do diurno de todo estado fazer igual a uma unidade do litoral, por duas vezes no mês, a unidade teve 98% do plantão diurno adoecido e de atestado médico, obrigando servidores do noturno e as chefias a ficarem nas unidades o dia inteiro cobrindo as faltas.

Caso todos os servidores do diurno que estão mais adoecidos do que nunca (em função do stress e da jornada excessiva), resolvam todos se tratar no mesmo dia 31, com certeza o noturno ficará preso nas unidades e caso não fiquem cobrindo as faltas, a fundação poderá ter mega rebeliões por falta de agentes no pátio.

Da mesma forma que a assembléia do dia 17.07, onde estratégias foram criadas por trabalhadores do noturno junto com um ex-dirigente sindical para esvaziar a participação dos trabalhadores do diurno, no intuito de não aprovar o rodizio seco e nem a retirada dos direitos dos trabalhadores que atuam no noturno fixo, estratégias também estão sendo construídas pelos servidores do diurno e do interior para garantir a participação de todos e assim, buscar garantir os direitos dos servidores do rodizio já.

Mas a possível participação massiva dos trabalhadores do diurno não se dá apenas pela estratégias traçadas, mas pelo ódio mortal das provocações feitas aos servidores daquele período por esta meia duzia do noturno, gerando um mal estar entre as equipes de trabalho em quase todas as unidades.

Por Causa de Uns, Noturno e Rodizio Inteiro pode Ter que Buscar direitos na Justiça.


Tudo andava bem para que todos garantissem seus direitos, pois um acordo costurado pelo ex-presidente do sindicato Gilberto buscou garantir que fosse aprovado uma proposta de RODIZIO JÁ SEM PERDA DE DIREITOS, o que garantiria aos trabalhadores do noturno seus direitos e do Rodizio também, pois ambos tem direitos adquiridos.

Esse acordo costurado e publicado pelo blog Gigi Fala Tudo, levou a maioria do pessoal do diurno a aceitar, como também do noturno, levando muitos do diurno a não perderem dia de serviço para irem a assembléia.

No entanto, o presidente da entidade nefasta sindical Aldo Damião que recebeu 21.000 pontos na avaliação da FC mesmo sem trabalhar, tentou empurrar goela baixo apenas a proposta da FC, não abrindo a palavra para que se apresentasse qualquer outra proposta, o que ao final da assembléia vendo que sua pretensão de passar a proposta da FC foi rejeitada ele encerrou a assembléia não validando esta e, além de apanhar dos servidores, teve que sair escoltado pela policia como mostra o video abaixo.

                              Vídeo Presidente do sindicato apanha na assembléia
video

Colocada em votação a aceitação ou a rejeição da proposta, os servidores do diurno que confiaram no acordo compareceram em minoria, e ainda, parte do mesmo diurno votou junto com o noturno pela rejeição da proposta, já que deveria ser garantido não retirar direito de nenhum dos dois seguimentos.

No entanto, após a rejeição da proposta o noturno achou que estava confortável e que a briga havia terminado, se acomodou, e ainda, uma parte se negou a ajudar os trabalhadores mais novos do diurno a também conquistar os direito adquirido do rodizio.

Para piorar a situação, a chacota praticada por alguns noturnos nas unidades e por meia duzia nas redes sociais, aumentaram o ranço entre os plantões e o clima de guerra avança a largos passos.

Isso tudo poderia ser evitado se o pacto firmado tivesse sido cumprido,  no entanto, parte dos servidores noturnos parece que roeram a corda e um prejuízo pode ocorrer para ambos visto que, se aprovar o noturno fixo o rodizio que é maioria perde seus direitos e se aprovar o rodizio seco o diurno garante o rodizio mas perde as extras geradas pela jornada.

Já para o noturno, se for aprovado o rodizio seco estes perderam direitos que deveram buscar na justiça, mas com grande chances de perdas, uma vez que aprovado em assembléia o judiciário teria a tendencia de não reconhecer este direito pelo fato da jornada de trabalho ter sido fixada em acordo coletivo como prevê o artigo 7º da constituição federal. 

A grande tristeza da maioria dos servidores de ambos os plantões, é que a divisão não ocorre pela maioria de ambos que querem a garantia do direito dos dois seguimentos que conviveram em paz até o congelamento. 

A divisão se dá por uma minoria de ambos os seguimentos que querem na verdade um ferrar o outro, ou seja, um pequeno grupo do noturno quer ver os servidores de dia se ferrarem e ganharem menos. Já no diurno uma pequena minoria quer ver os servidores do noturno perderem o seus direitos e se igualarem aos demais no rodizio.

Nessa luta das minorias que se atacam e se chacoteiam ao invés de lutar juntos, a grande maioria dos dois seguimentos pode tomar um prejuízo monstro.

Atacado Por Alguns do Noturno Ex-Presidente do sindicato se Diz Indignado, Mas Mantem Sua Palavra de Ajudar Rodizio


O ex-presidente do sindicato Gilberto, desde o inicio da discussão entre rodizio x noturno fixo, se posicionou  contra a retirada do direito de ambos, visto que ambos tem direitos adquiridos.

Procurado por servidores do noturno para que se posicionasse nas redes sociais, ele apresentou os prós e contras dos dois lados e buscou uma posição que viesse a favorecer os dois seguimentos.

Participou da reunião do noturno junto ao sindicato, elaborou documento que foi assinado e protocolado pelos trabalhadores do noturno no MP, ajudou a confeccionar o B.O contra o sindicato pela manobra e ainda disponibilizou advogado para ajudar a impedir a retirada de direitos conforme comprova fotos e documentos da matéria no link abaixo.


No entanto, este para firmar o pacto e convencer os servidores do diurno e noturno, deu sua palavra aos dois seguimentos de ajudar a ambos.

Porém, alguns servidores do noturno após terem sido vitoriosos na assembléia, queriam que Gilberto também abandonasse a luta dos trabalhadores do rodizio como fez a diretora do sindicato Helena Machado.

Após Gilberto dizer que não abandonaria os trabalhadores do rodizio pois igualmente ao noturno havia dado sua palavra de ajudar, pois palavra dada não se volta atrás. Deste momento em diante alguns trabalhadores do noturno que elogiavam Gilberto e usavam alguns de seus discursos para defender o noturno, passaram a ofende-lo e ataca-lo nas redes sociais.

No entanto o ex-presidente não se abala, pois só ficaria abalado se tivesse que faltar com sua palavra, pois esta é  seu único bem, a palavra é sagrada como lhe ensinou seu finado pai Bastião de Birigui.

Assim, junto com trabalhadores do diurno de todo estado começaram a reorganizar o movimento do rodizio já, com documentos produzidos pelo seu jurídico e por documentos produzidos por trabalhadores de Lins e Bauru, e já começou a surtir os efeitos esperados.

MPT Intima Sindicato e Fundação a Dar Explicações Sobre o Congelamento do Rodizio


Inicialmente os trabalhadores do rodizio tiraram uma data de paralisação de advertência para o dia 18.08 com duas manifestações, uma no dia 08 e outra no dia 15.08. 

No entanto, o sindicato pelego da categoria vendo que o movimento crescia, buscou desmobilizar os trabalhadores do diurno (como sempre), alegando que teria reunião com o presidente da FC no dia 20 onde seria tratado o assunto, o que não ocorreu.

A jogada agora usada pelo sindicato, é a realização de uma assembléia no dia 31.08 para decidir sobre o tema. 

Porém o sindicato está sem credibilidade nenhuma, pois tem mentido sobre tudo, inclusive  sobre o dissidio 2016 que está praticamente perdido.

Desconfiados do sindicato, os trabalhadores de Lins e Bauru elaboraram abaixo assinado e recolheram assinaturas denunciando o congelamento ao MPT, por sua vez o ex-presidente do sindicato Gilberto através do jurídico do Gigi Fala Tudo elaborou outro documento visando buscar junto ao TRT, MPT e presidente da FC a solução do problema, para garantir o direito de todos e também passou a recolher assinatura dos trabalhadores do diurno para uma ação através dos advogados, requerendo os direitos adquiridos do rodizio e do noturno fixo que é praticado a mais de 10 anos.

Estas ações já começaram a surtir efeito, pois o MPT da 15ª região instaurou o processo MPT nº 708.2017.15.001/7-34 e  já intimou segundo o tramite do processo  a FC e sindicato a dar explicações sobre o congelamento do rodizio.

Isso demonstra que as afirmativas do ex presidente do sindicato e dos trabalhadores que são formados em direito estão corretas, os servidores do rodizio podem garantir seus direitos, além do que, essa tramitação processual no MPT, incentivou ainda mais os trabalhadores do rodizio a se mobilizarem pelos seus direitos e a participarem em peso da assembléia do dia 31.08.

Infelizmente uma decisão deste porte em assembléia, pode ser prejudicial a um dos lados, já que os ânimos estão acirrados, mas caso isso ocorra e por alguma fatalidade o noturno tenha que buscar seus direitos na justiça, esta responsabilidade é unica e exclusivamente daqueles que preferiram o comodismo ao invés da luta conjunta e daquela meia duzia que ao invés de buscar apaziguar e unir a categoria preferiu a chacota, a humilhação e a difamação dos seus colegas de trabalho do diurno e daqueles que ajudaram o noturno.

Informamos que o documento produzido pelo jurídico do Gigi Fala Tudo, por ser muito grande e tratar não só do rodizio, mas também do convenio médico e do porte de arma esta a disposição dos trabalhadores nos grupos de watszapp e estará apartir das 16 horas de hoje no facebook pagina Rodizio Já Sem Perda de Direitos https://web.facebook.com/Rod%C3%ADzio-J%C3%A1-Sem-Perda-De-Direitos-161688421062127 

Já os documentos dos servidores de Lins e Bauru estão a disposição  também no zap e também estará a disposição a partir das 16 horas de hoje na mesma página de facebook do Rodizio já sem perda de direitos.

BYE BYE 11% do Dissidio de 2016, Sindicato Mente Para  a Categoria


Jornal do sindicato tenta iludir categoria com dissido de 2014
O sindicato soltou um jornal tentando pegar carona na campanha salarial de 2014, que só não foi totalmente perdida em função de uma nova comissão ser eleita na assembleia com quase dois mil trabalhadores no complexo Brás, e ainda, desautorizou a direção do sindicato e a comissão anterior a continuar a negociação em nome da categoria.

Naquela assembleia, foi eleita uma nova comissão composta por Mauricio de Ribeirão Preto, Emerson do Brás, Adriano Neiva pelos afastados, Prof. Antonio pelo Vale, Munhoz pelo litoral e o ex-presidente do sindicato Gilberto pela Vila Maria.

                           Ex-Presidente Gilberto é eleito por unanimidade e defende continuidade da greve

Nesta assembléia, membros da comissão anterior e o sindicato queriam que a categoria aceitasse apenas a esmola oferecida pela FC e acabasse com a greve.

No entanto, a defesa da maioria que queria a continuação da greve foi vencedora e após eleger a nova comissão, a direção do sindicato tentou dar um golpe e disse que não haveria mais a reunião no TRT.

No entanto a nova comissão eleita insistiu para que a categoria fosse para o TRT, onde acabou tendo a reunião com a presidente da FC e o sindicato não compareceu de raiva por ter sido desautorizado.

Percebendo que a gestão sindical queria galopar numa vitoria que não era sua, o Gigi Fala Tudo achou estranho e foi buscar entender o porque o presidente pelego e sua direção nefasta estava tomando esta atitude.

Para nossa surpresa e desespero dos servidores, o Gigi Fala Tudo descobriu uma verdadeira tragédia para a categoria, qual seja, a gloriosa luta feita pelos trabalhadores no ano passado foi jogada na lata do lixo pelo sindicato que, além de não trazer os 11%, deixa os servidores em risco de ter que devolver o que já receberam de adiantamento.

Os 11% não virá, pois  a nova redação dada pela  OJ5 do TST, proíbe o ente publico de ser forçado através de dissidio coletivo aplicar reajuste salarial sem previsão orçamentária, o que praticamente fulminou com a chance do reajuste conquistada na luta pela categoria.

Pior que isso, o sindicato havia entrado com agravo de instrumento ao pleno do TST para caçar o efeito suspensivo dado pelo presidente do TST a favor da FC, que impediu a aplicação integral dos 11% dado pelo TRT, perdeu e não falou nada para a categoria.


O grande problema foi que o sindicato ao ser derrotado no pleno do TST, ao invés de ingressar com recurso extraordinário ou com ação própria no STF afim de suscitar o debate da estabilidade para os que ingressaram depois de 98, reconhecimento da função de Policia Socioeducativa e do porte de arma, uma vez que a posição do TST remete novamente a categoria ao calabouço jurídico, deixando os servidores no vácuo da lei. 

O sindicato simplesmente deixou arquivar o agravo e não impetrou nenhuma outra medida no STF para suscitar o debate naquela instancia, levando a categoria a derrota antecipada, uma vez que no próprio agravo o pleno já deixa claro que não pode haver dissidio coletivo com clausula econômica sem a devida previsão orçamentária.

No mesmo agravo, o TST deixa claro que qualquer acordo firmado entre a FC e sindicato e julgado pelo TRT, so pode servir como um compromisso de acordo para o futuro, uma vez que depende de constar na previsão orçamentaria do estado.

Não bastasse isso, indeferiu as clausulas sociais, mantendo-se por tanto as acertadas em 2014 pela comissão que negociou, visto que o novo entendimento do TST é que as clausulas sociais tem validade por quatro anos. (veja a integra do agravo na página do facebook Rodizio já clik no link Rodizio Já Sem Perda de Direitos https://web.facebook.com/Rod%C3%ADzio-J%C3%A1-Sem-Perda-De-Direitos-161688421062127)

O sindicato poderia ter usando a derrota no TST para trazer outra vitória para a categoria, como por exemplo, a retomada da estabilidade integral de servidor publico para aqueles servidores que ingressaram na instituição após 06.06.98, e ainda, outros temas de suma importância para a categoria como a Policia Sócio educativa e porte de arma, ou mesmo usar este debate sobre a condição de servidor publico como foi usado nos dissídios de 2004/2005 sob a gestão do ex-presidente Gilberto que conquistou as estabilidades do 20231/2004 por falta de segurança que perdura até hoje, e a estabilidade de servidor publico através do 20.007/2005 para todos os servidores, o que a atual diretoria esta deixando a FC retirar por falta de ação politica.

Um exemplo de usar esta derrota no TST para trazer ganhos para a categoria junto ao STF, é a recente decisão do STF de caráter de repercussão geral sobre a guarda civil de São Bernardo do Campo, cuja a categoria é contratada igualmente os servidores da FC em regime CLTista, no entanto esta enquadrada dentro da segurança publica por decisão do STF e tem direito a porte de arma.

Veja decisão do STF sobre os guardas civis de SBC click no link abaixo.


Para piorar ainda mais a situação do sindicato, como nosso caro navegante pode ver la no agravo negado e já arquivado, a orientação ali contida serve como base para a turma que vai julgar o dissidio 2016, ou seja, já se sabe que o resultado vai ser o mesmo do agravo  ferro nos servidores.

Mas para o desespero da categoria que assistiu a direção do sindicato pelego vende-la sem nada fazer para retira-los de lá, o prejuízo ainda é maior, pois a nova OJ5 do TST editada vai no mesmo sentido, ou seja, a proibição de fundação publica conceder reajuste sem dotação orçamentária.

Click no Link para ver a nova OJ5


Cabe ainda lembrar aos críticos do ex-presidente do sindicato Gilberto que, a primeira vez que a OJ5 do TST foi quebrada, (ultrapassada) por uma categoria profissional, foi justamente pelos servidores da antiga Febem - atual Fundação Casa em sua gestão.

Para conseguir essa façanha, Gilberto e sua diretoria de forma inteligente e com conhecimento técnico, chegaram a realizar 3 greves em um único ano e de 4 a 5 manifestações por ano para chamar a atenção do judiciário e da sociedade sobre a situação do vácuo jurídico em que estavam colocados os servidores públicos CLTistas.

A maioria absoluta das derrotas no TRT e TST quanto a reposição de perdas salariais, eram usadas como mote nos tribunais superiores para fazer o debate sobre vários temas importantes para a categoria, entre eles a estabilidade e convenio médico empresa, já que o anterior era auto gestão e o custo era gigantesco para os servidores. Assim transformava-se as derrotas em vitórias concretas e permanentes para a categoria.

Cabe ainda lembrar que, aquela direção sindical comandada por Gilberto, batia cartão semanalmente no TRT e mensalmente no TST e STF, onde faziam visitas e debates com desembargadores e ministros dos tribunais superiores, levando recortes de jornais e revistas e o tempo todo, mantinham todos os juízes das diversas esferas do judiciário informados sobre as ocorrência e necessidades da categoria, o que hoje não ocorre com a atual gestão sindical.

Mas infelizmente pela omissão do sindicato nas gestões de Maria Gusmão, Julio Alves e Aldo Damião, que simplesmente preferiram acordos escusos com a direção da fundação ao invés de fazer a defesa da categoria e pela omissão da própria categoria que aceitou e aceita pacificamente, todas aquelas conquistas da gestão de Gilberto estão sendo destroçadas ou perdidas para desespero dos servidores.

Exemplo claro é o convenio médico, na sua implantação em 1999, era descontado do servidor de 10 a 17% do salário independente da quantidade de dependentes e de agregados, conforme acordo firmado na implantação.

Hoje o mesmo convênio pode custar ao servidor até 60% do seu salário, dependendo do numero de dependentes e de agregados que o servidor tenha em sua família.

Outro exemplo é a estabilidade de servidor publico conquistada na luta da reintegração, antes era para todos independente do tempo de casa, agora é só para aqueles que ingressaram na fundação até 06.06.1998.

Como bem disse uma servidora do complexo Brás em uma rede social "por isso que o Aldo quer se apropriar do dissidio de 2014, pois foi o ultimo que trouxe pouco mas trouxe alguma coisa efetiva e garantiu clausulas sociais, mas só conseguiu porque tinha naquela comissão eleita na assembléia do Brás a presença de pessoas experientes com conhecimento técnico e que nunca deixaram a categoria na mão a troco de migalhas"

É isso ai, chupa essa manga servidor que preferiu o comodismo ao invés da luta, que teve preguiça de retirar essa direção pelega na marra. Seus 11% oh! bye bye, chora nega que o leite secou e caso o rodizio fique também na preguiça serão trinta por cento a menos no bolso e ainda com o risco de ter que devolver o adiantado no dissidio de 2016.

Por isso, dia 31.08 é dia do pessoal diurno cuidar da saúde em São Paulo, fazer vaquinha para garantir as vans e não tomar um golpe do Aldo, caso contrário vai chorar na cama que é  lugar quente.

Criatividade dos servidores do Rodizio Já entusiasma categoria


Não pense o caro internauta que é só nos documentos que os trabalhadores do diurno são criativos.

Um servidor que ainda não conseguimos identificar, criou videos de chamada para o Rodizio Já que tem cativado, alegrado e motivado os servidores a se mobilizarem para a assembléia do dia 31.08.

Em um dos videos, o autor desconhecido coloca uma caveira que ele manipula. Ao fundo um choro de criança e imitando a vós do locutor de rádio Gil Gomes, ele faz a chamada sobre o Rodizio já.

Não é a primeira vez que os servidores usam sua criatividade. 

Na campanha salarial de 2016 também foi criado por um servidor anonimo e foi a sensação entre os trabalhadores um áudio que tinha como chamada "hoje é sexta feira dia de maldade", o narrador descrevia com fidelidade em tom de deboche e gozação a realidade do cotidiano e sentimento dos servidores da FC.

Da mesma forma foi o áudio  de uma assistente social de Araraquara conhecida como Val, após o termino da greve ela falava "amanhã vamos voltar, meninas não se esqueçam do batom, vamos voltar de cabeça levantada, bonitas, no salto alto, negra linda 100% Jesus".

Esta fala de Val, representava o orgulho que a categoria estava por ter lutado até o final, com garra e coragem peitaram a rainha das Trevas sem medo de ser feliz em busca de seus direitos.

Esperamos que o criador da chamada do Rodizio Já, bem como do hoje é sexta feira é dia de maldade se identifiquem para o Gigi Fala Tudo, seja através do e-mail, seja através do zap, para que possamos divulgar os trabalhos de vários artistas desta categoria, como o da assistente social de Franco Vera que é autora de diversas musicas evangélicas e de Gingles famosos que passam na na mídia, ou, do sambista Paulo Sergio Farias que tem pelo 8º ano seguido seu samba enredo concorrendo na final dos sambas enredos da escola de samba Nenê de Vila Matilde, Obed Figueiredo musico conhecidíssimo nas casas noturnas mais badaladas de São Paulo e tantos outros artistas servidores desta fundação que não são valorizados pela própria instituição.

Click nos Vídeos para assistir 

Por Gilberto Braw

domingo, 30 de julho de 2017

Fundação Casa: S.O.S Casa Diadema Cheiro de Esgoto e Insalubridade Vai Fazer Servidores Pararem

Quando falamos que a rainha das trevas era  a queridinha das ONGs ligadas aos direitos dos manos por privilegiar os abusos e descumprimento de contratos, muita gente da esquerda torce o nariz.

Ora! deixamos bem claro que também somos de esquerda, porém não compactuamos com as patifarias e assaltos aos cofre públicos por aqueles que se dizem organizações sociais ou defensores dos direitos dos manos, mas no fundo garantem apenas seus interesses.

Em diadema, a situação chegou a um limite de saúde publica, e caso o novo presidente da FC não for pessoalmente ouvir os servidores do pátio,  estes vão parar as atividades e chamar o MPT e MPF para verificar a situação em que se encontram estes e os adolescentes, por ser questão de saúde publica.

A ONG que administra a unidade, e segundo informações é ligada a órgão de direitos dos manos, além de não cumprir o contrato de prestação de serviço por qual recebem valores fantásticos, ainda deixa de cumprir normas básicas de saúde, colocando em risco a integridade física dos internos e dos servidores.

Só para se ter uma ideia o caos que está nesta unidade, a mais de duas semanas os servidores e internos são obrigados a conviver com um cheiro fortíssimo de esgoto dentro da unidade, refeitório e dormitórios.

Pior que isso, um áudio recebido hoje pelo Gigi Fala Tudo, uma servidora desabafa  que estava passando mal em função do cheiro forte de urina dentro da enfermaria onde foi acompanhar um adolescente.

A direção da ONG e seus funcionários, estão em casa curtindo o domingão com a família, porém os servidores da unidade concursados que estão sedo usurpados de seus direitos estão lá literalmente na "merda" junto com os jovens que se preparam para uma mega rebelião em função da situação que estão abrigados.

Mas não param por ai as denuncias dos servidores. A administração da ONG adora dar PAD e portaria 70 nos servidores concursados da unidade. Já os servidores da ONGs e a  direção da ONG estes fazem o que querem sem nada soferer.

Segundo relatos dos servidores, até visita com drogas já foi pego na portaria da unidade, no entanto nada sofreram enquanto os servidores basta espirrar na unidade para serem perseguidos.

Fica ai uma pergunta a sociedade, essas ONGs que defendem os infratores mirins estão la para recuperar os adolescentes internos ou estão ai para formar criminosos irrecuperáveis para a sociedade pagar o pato?

Esse é o jeito Gianella e Alckmin de administrar a máquina publica, retirando do bolso do cidadão seu suado dinheiro enquanto os amigos dos manos se dão bem com recursos polpudos sem qualquer contrapartida.

Sabe quem paga essa conta, é você cidadão de bem que tira do seu suado salários os impostos para engordar governos canalhas e corruptos.

Fica aqui no Gigi Fala Tudo, o alerta dos servidores da unidade Diadema ao presidente da FC, ou vai lá ouvi los e constatar a realidade ou a unidade vai parar.

Por Gilberto Braw

Fundação Casa: Rebeliões Programadas, Sindicato Comprado e Greve Pelo Rodizio Já

O caro internauta que acompanha o Gigi Fala Tudo, após mais duas rebeliões ontem (29) deve estar se perguntando: Será que nosso site tem bola de cristal?

Respondemos na lata, não caro navegante, é obvio que não temos bola de cristal, nem mesmo o dom da adivinhação, apenas atuamos como Sherlock Holmes, pegamos a informação colhida na base, investigamos os fatos e as evidencias, verificamos os movimentos no tabuleiro, projetamos para o futuro e pimba a conclusão final, e pasmem, quase sempre certeiras.

Como apontado na edição anterior, forças ocultas (que a bem da verdade não são tão ocultas assim), tramam para fritar o novo presidente da FC em gordura politica bem quente.


Rebelião na Unidade Belém da Fundação Casa/SP
Após 12 anos a frente das portas do inferno, com certeza madame satã não aceitaria que Rosas viessem a decorar seu funeral. 

Assim, movimenta-se rapidamente para que seus discípulos que começam a passar mal com o perfume do bem, atuem na calada para despachar o bom odor e voltar a era das trevas.

Como postou uma cipeira do complexo Brás, o novo presidente da FC Elias Rosa, parece ter boas intenções, mas por desconhecer o funcionamento da instituição cerca-se dos primeiros que ele acha que tem conhecimento.

Marcio Elias Rosa Presidente da FC
Só que se esquece ele, que alguns dos que ele alçou para ocupar cargos importantes apenas se vingaram dos anteriores, porém estes mantêm os mesmos vínculos infernais que seus antecessores, e ainda, tão perversos quantos estes, afinal todos são crias do mesmo útero do mal, e a ela servem ainda.

Basta ver aquela matéria que dizia "a grande salvadora da instituição teria saído pela porta dos fundos e estava magoada". Ora! salvadora de quem? 

Será que salvadora dos cargos corruptos que a mais de 12 anos sugam a instituição? Talvez salvadora do caixa dois, com a construção de unidades com muros ocos que facilitam a fuga dos infratores mirins, ou ainda, das ONGs que não cumprem seus contratos.

De uma coisa temos certeza, não foi a salvadora do quadro funcional, pois estes foram massacrados e humilhados por longos 12 anos.

Elias Rosa em menos de um mês conseguiu fazer o que sua antecessora não conseguiu fazer em 12 anos, colocar um sorriso no rosto dos servidores. 

Sim caro navegante, parece pequeno tal afirmativa, mas para os servidores que durante 12 longos anos assistiram chefias acusadas de corrupção serem protegidas pela rainha das trevas isso é muito.

Usava ela para suas maldades o seu braço direito instalado na corregedoria protegendo os cargos de confiança, ao mesmo tempo, os servidores denunciantes eram perseguidos e demitidos.

Ao ver algumas chefias despencarem de seus altares, a categoria vibrou e vibra, acreditando que o novo presidente não irá compactuar mais com as patifarias e corrupções na instituição que gasta muito mais que o sistema prisional, porém devolve muito menos a sociedade.

D.O.E Mostra Mudanças em cargos de Chefias
O gesto do novo presidente (mesmo que singelo) de negociar uma esmola para a categoria e as poucas mudanças nas chefias nefastas, despertou nos servidores uma confiança que a muito não se via na instituição.

Pelos movimentos nas redes sociais nota-se claramente que os servidores pretendem bancar o novo comandante, pelo menos enquanto tiverem confiança nele, mas parece que  apenas o novo presidente não se deu conta disso e continua se apegando a velhas raposas que estão ali prontas para devora-lo.

A rebelião de hoje na unidade Belém e o tumulto na Rio Amazonas, demonstram muito bem como as forças ocultas trabalham.

Na Belém a rebelião veio de fora para dentro, através das famílias orquestradas por organizações de direitos dos manos, aquelas cujo um dos membros foi condenado recentemente por receber mesada de cinco mil do crime organizado.

Ah! quem dera a policia apertasse um pouquinho aqueles que levaram a rebelião lá para dentro. Como disse um servidor em uma rede social, iria descobrir que tem ONG por trás e até mesmo chefia ressentida e preocupada com suas falcatruas e Vans,  com suspeita inclusive de ter ligação também como os manos dos manos.

Para nosso navegante não dizer que temos pacto com a bruxaria, cantaremos aqui os próximos passos que serão trilhados pelas forças ocultas para a  derrubada  de Elias Rosa.

Entidades de defesa dos infratores e veículos de comunicação ligados a estas começaram o denuncismo de tortura e maus tratos, pois assim deixarão exposto o novo presidente que deverá dar respostas a mídia. 

Isso vai ocorrer pois é visível o empenho dos servidores para evitar a explosão total do sistema, e como derrubar o novo presidente sem as explosões que justifiquem sua saída?

Tal atitude vai tentar minar o corpo funcional e fragiliza-los, evitando que estes se empenhem em evitar a tragédia já anunciada. 

Feito isso, como a demolição de um prédio cuja a sequencia de explosões devem ser exatas, a credibilidade ruirá e após baixar a nuvem de poeira é que se verá o estrago.

Como no filme Os Intocáveis de Brian de Palma, onde o policial Jimmy Malone (Sean Connery), dá aquele famoso conselho a Eliot Ness (Kevin Costner) "se não quer pegar uma maçã estragada na caixa, vá direto ao pé". 

Assim damos ao presidente Elias Rosa o mesmo conselho, quer saber tudo que esta sendo tramado para sua queda, vá na base ou monte uma força tarefa para ouvir os servidores, com certeza entenderá o que é a fundação, como administra-la e como fazer desta  a melhor instituição de recuperação de infratores do mundo.

Os servidores da FC calejados na labuta, podem não ser jardineiros ou beatos, mas entendem bem de flores e demônios.

Avaliação de Competência do Presidente do Sindicato Vai levar categoria a Justiça contra PCCS


Documento circula nas redes com avaliação do presidente na ultima linha
O presidente do sindicato Sitsep/Sitraemfa, fez desta campanha salarial um verdadeiro teatro de horrores para os servidores da FC.

Pau mandado da instituição, seu trabalho era impedir que os servidores fossem para a greve e reivindicassem seus direitos. 

Mas não era este o medo do governo tucano, pois dar uma esmola de 4,43% era o de menos. O real medo do governo era a crescente campanha contra a corrupção na instituição que vinha sendo promovida nas redes sociais, o que poderia fugir do controle, uma vez que os servidores trabalhavam a ideia de buscar a policia federal e o MPF, pois diante de tantas denuncias tal apelo na mídia durante a greve poderia deixar o PSDB paulista ainda mais enrolado do que já esta.

Primeiro Damião e sua diretoria ilegitima aproveitaram um descuido da categoria e aprovou a judicialização da campanha salarial, pois assim colocaria nos servidores a coleira do judiciário, amedrontando estes com a possibilidade de uma greve ilegal.

O segundo ato foi criar um racha na categoria entre os trabalhadores do noturno e do diurno, vindo tal racha a ser fomentado através de seus diretores, em especial uma psicóloga que supostamente preocupada com os agentes de apoio Técnico  esbravejava aos quatro cantos sua defesa, afunilando ainda mais o racha.

Assembleia aceita esmola
Só que na era digital fica difícil enganar por muito tempo, e logo se descobriu que na verdade a defensora dos AAS (que outrora chamava de torturadores em coro com o MPE), na verdade fazia a defesa não da categoria, mas de seu irmão (segundo ela mesma postou nas redes sociais), que sabia que andava errado mas tinha que defende-lo a qualquer custo.

O racha patrocinado pela entidade sindical para desviar o foco da campanha salarial ficou ainda mais em evidencia, pois passado a campanha o tema sumiu da boca dos dirigentes sindicais e da defensora nefasta dos AAS, deixando com os milhares de pais de família além do prejuízo de 32% entregue de bandeja para o patrão, o prejuízo de estar perdendo um direito adquirido como o rodizio, que em alguns meses do ano eleva em muito o salário tão minguado dos servidores do diurno.

O terceiro e ultimo ato, foi enrolar e esticar a campanha salarial até estrangular os servidores, deixando estes no desespero e forçados a aceitar a migalha já acertada em abril entre sindicato e governo.

Após seguir o roteiro da peça teatral nefasta (por vezes denunciada pelo nosso blog), agora a diretoria sindical começa a colher seus esforços, enquanto a categoria amarga os prejuízos.

A formula é simples, na avaliação de competência que permite aos servidores crescer no cargo (o que nunca acontece para a maioria) o presidente do sindicato, segundo postado pelos servidores nas redes sociais, obteve 21.000 pontos enquanto a maioria absoluta não alcançou se quer 17.000.

Estaria tudo nos conformes se não fosse um detalhe, o presidente do sindicato não trabalha dentro das unidades.

Assim, como ele que não trabalha poderia ser tão bem avaliado enquanto a maioria dos servidores que realmente trabalham dia a dia de sol a sol foram mal avaliados?

Resta ainda outras duas perguntas que encafifa a mente inocente dos servidores: 

Foi só o presidente do sindicato que recebeu esta avaliação magnifica sem trabalhar ou tem outros diretores envolvidos? 

Quais são realmente os critérios de avaliação usados pela FC, onde se aplica a pontuação máxima para quem não trabalha e pontuação minima para quem labuta diariamente?

Diante de tudo isso, duas certezas a categoria profissional já tem.

A primeira que ela realmente foi vendida pela direção sindical nesta campanha salarial e se não fizer nada vai amargar um enorme prejuízo.

A segunda é ir para a justiça reivindicar igualdade e isonomia, pois se o presidente do sindicato que não trabalha dentro das unidades é privilegiado com pontuação máxima para crescer no PCCS, significa que o plano é um engodo, não tem critérios e só serve para impedir os servidores de requerer na via judicial a equiparação dos níveis.

Mas tem servidor que vai mais longe ainda e pergunta: 

Será que só foi a direção sindical que foi beneficiada com este privilégio ou será que algum membro da comissão de negociação também foi agraciado com este beneficio?

Deixamos aqui para nosso caro navegante o compromisso de investigar, e, assim que tivermos todos os nomes dos membros da comissão de negociação iremos averiguar,  caso tenhamos novidades com certeza informaremos nosso internautas.

Ah! Não esqueçamos aqui de deixar para aqueles trabalhadores que chamavam o ex-presidente do sindicato Gilberto de terrorista, a resposta dele: "Melhor ser terrorista do que ser corrupto safado como os não terroristas sindicais, que estão ai enganando todos os espertos".


Trabalhadores do Diurno Podem decretar greve para o Dia 18.08 Pelo Rodizio Já


Depois do golpe sindical na campanha salarial, a categoria aceitou a esmola oferecida pela FC. Isso fortaleceu um discurso hipócrita de membros da comissão e de muitos servidores acostumados com esmolas, o velho e nefasto refrão "melhor pingar do que secar".

Mesmo vendo a caixa d'dagua se esvaziar a cada pingo, os servidores do diurno ainda correm o risco de tomar outro prejuízo e perder o direito adquirido do rodizio, o que esvaziará ainda mais rápido a caixa d'agua destes, pois o rombo é maior transformando os pingos em verdadeiros jatos de prejuízo.

Após ter aceitado a esmola a direção sindical (entre eles a "psicóloga" ferrenha defensora dos AAS torturadores) se esqueceu do assunto, visto que sua missão já estava cumprida e o problema agora é outro, como se manter na direção sindical e conquistar mais benefícios para seus diretores e cupinchas.

Porém a categoria não se esqueceu deste direito,  entre eles quem também não se esqueceu da palavra dada foi o ex-presidente do sindicato Gilberto, que buscou um pacto na categoria para defender o rodizio sem perdas de direitos, pois assim visava garantir ao noturno fixo o direito de incorporação do adicional caso viessem a ser colocados no rodizio, como também os trabalhadores do diurno que a mais de 10 anos trabalham em sistema de rodizio, visando garantir além dos 30% de adicional noturno as 5 horas extras que ele proporciona por dia trabalhado conforme prevê a lei.

Visando garantir o direito do noturno, Gilberto auxiliou estes acompanhando a reunião deles no sindicato, na elaboração do B.O na delegacia por conta do sindicato ter fraudado (mais uma vez) a ata, elaborou e acompanhou o protocolo do documento no MPE, e ainda, colocou a disposição dos trabalhadores um advogado na tentativa de evitar que o sindicato aplicasse o golpe de aprovar o rodizio seco, retirando assim o direito tanto do noturno quanto do diurno.

No entanto, passado a tempestade e vendo o noturno que o sindicato abandonou os servidores do diurno, estes também resolveram se acomodar. 

Alguns servidores do noturno  questionados por Gilberto sobre o compromisso de ajudar o pessoal do diurno a também conquistar o direito adquirido do rodizio, responderam com um dane-se bem grande. De forma medíocre e maldosa, chegaram a bloquear Gilberto do grupo de watszapp do noturno em função de sua  insistência em cobrar o compromisso firmado anteriormente.

Buscando manter sua palavra e compromisso com os trabalhadores do diurno na busca do rodizio sem perda de direitos, Gilberto começou a conversar com servidores de diversas unidades do estado, juntos traçaram um estratégia de convocar a categoria diurna para uma luta em busca deste direito.

Assim, os diversos servidores envolvidos tiraram a data do dia 18.08 para uma paralisação, que deve ser precedida de outros movimentos que visam de forma respeitosa mostrar ao novo presidente da FC a força do movimento, sua disposição de lutar e buscar através de dissidio coletivo de greve este direito  no judiciário.

O primeiro foi incentivar os servidores a mostrarem sua indignação e revolta através das redes sociais. Para isso um grupo foi criado pelo ex servidor Adriano Neiva no watszapp chamado "Rodizio Já! Greve 18.08", grupo esse que vem contando com adesão maciça dos servidores do diurno.

Outra página esta sendo também criada no Facebook por Adriano Neiva com esta mesma finalidade. Esta pagina será lançada até segunda feira no Facebook para que os servidores revoltosos com o golpe também possam se manifestar.

A segunda é no dia 08.08, os servidores do dia entraram para trabalhar de luto, ou seja, os servidores vão trabalhar todos de preto. 

Porém, uma hora antes de ingressarem para o local de trabalho (6hs da manhã), irão se reunir na porta da unidade ou complexo,  tanto os que estarão de plantão quanto os que estiverem de folga. Isso deve ocorrer no estado inteiro, com cartazes e faixas a serem produzidas pelos servidores em cada unidade, para além de mostrar que são maioria nas unidades, registrar sua indignação em fotos e videos, visando difundi-las nas redes sociais para mostrar também de forma respeitosa ao novo presidente que os servidores não estão brincando e querem negociar. 

Cabe lembrar que, de acordo com a orientação do jurídico disponibilizado pelo Gigi Fala Tudo, estas fotos e videos além de fomentar as redes sociais, tem o objetivo de serem usados em um eventual processo judicial de greve.

Ainda tem este ato no dia 08.08 o objetivo de eleger por unidade ou complexo, um representante que responderá pela unidade ou complexo em uma eventual mesa de negociação junto ao presidente ou ao TRT, visto que o sindicato seria desautorizado a negociar em nome dos servidores, uma vez que a nova legislação aprovada com a reforma trabalhista faculta aos servidores este direito.

A terceira  que já vem sendo feito nas unidades de Lins e Bauru mas deve ser feita por todas as demais, são abaixo assinados por unidade endereçado ao MPT e MPE denunciando a retirada deste direito que causa enorme prejuízo aos servidores, bem como a omissão e manipulação da entidade sindical que fez um plebiscito onde a maioria absoluta optou pelo rodizio, no entanto a entidade se esquivou de encaminhar a decisão e ainda os benefícios dados pela gestão da FC ao presidente da entidade na avaliação de competência, o que coloca em xeque a credibilidade do PCCS que impede que os servidores busquem na justiça a equiparação salarial.

Neste abaixo assinado, também deve ser elencado além das denuncias, que seja convocada assembleias regionais por unidade, para que seja aferida de forma ampla o interesse dos servidores.

Lembramos que o Gigi fala tudo aguarda a copia já elaborada pelos trabalhadores de Lins e Bauru para publica-la e servir de base para o abaixo assinado das demais unidades.

A quarta ação, é um documento que esta sendo redigido pelos advogados disponibilizados pelo Gigi Fala Tudo, que após lido e aprovado pelos trabalhadores no movimento do dia 08.08, deverá ser assinado por todos e devolvido para nosso jurídico acompanhado da procuração de cada representante eleito nas unidades ou complexos, juntamente com a cópia dos abaixo assinado já protocolado no MPT.

Este documento, será protocolado pelos advogados disponibilizados pelo Gigi Fala Tudo junto com as cópias dos abaixo assinado na presidência da FC, MPT e TRT, informando estas autoridades da intenção de paralisar as atividades caso uma negociação não seja aberta diretamente com a categoria sem intervenção do sindicato até o dia 14.08, pois visa mostrar a intenção da categoria em negociar e evitar a paralisação, construindo assim os caminhos da legalidade do movimento paredista que poderá ocorrer se necessário.

Por ultimo, no dia 15.08, os servidores do diurno realizarão as 6 horas da manhã assembleias na porta de cada unidade ou complexo para avaliarem as propostas da direção caso hajam propostas ou referendar a greve a ser iniciada no dia 18.08.

Caso não haja uma resposta da direção da FC e os trabalhadores decidam ira para a greve, é necessária esta deliberação por unidade e pela maioria, para que assim os advogados disponibilizados pelo Gigi Fala Tudo possam notificar todas as autoridades (FC, TRT, MPT e Secretaria de Segurança) sobre a paralisação, cumprindo assim o rito legal das 72 horas.

É necessário que os servidores se mobilizem como já vem fazendo nas redes sociais, a cada ato dia 08.08 e 15.08, devem elaborar atas com lista de presença, além das assinaturas a serem colhidas no documento a ser protocolado no TRT, FC, e MPT e abaixo assinado  por unidades protocolados no MPT, devem ser obrigatoriamente escaneados e enviados ao nosso jurídico através do e-mail do blog Gigi Fala Tudo ou dos advogados que serão disponibilizados, bem como fotografados e postados nas paginas do movimento no faceboock e watszapp.

Nós do blog Gigi Fala Tudo, reiteramos nosso compromisso com todos os trabalhadores da FC que buscam seus direitos mais do que legítimos e que foram usurpados de forma irregular pela direção da FC na gestão de Berenice Gianella, conjuntamente com o sindicato que agora mais do que nunca demonstra seu compromisso com o governo e com benefícios pessoais de seus dirigentes em detrimento dos direitos da classe trabalhadora.

O sucesso e a conquista dos direitos, só ocorreram se todos os servidores se organizarem e participarem da luta na busca daquilo que lhes pertence, pois só unidos serão vitoriosos.

Esclarecemos ainda as autoridades, em especial ao novo presidente da FC Dr. Marcio Elias Rosa, que não tem os servidores qualquer objetivo de afronta-lo ou de desrespeita-lo, ao contrário, tem sim os servidores interesse que ele continue dando andamento nas mudanças a que se propõem, contando para isso com o apoio irrestrito da categoria.

Porém, mesmo contando com esse apoio, não pode e não deve os servidores se esquivarem de buscar o que é seu por direito, direito esse que a entidade sindical não soube representar com dignidade e com o repeito que cada trabalhador merece. Por isso os servidores através deste movimento deixam claro sua intenção de negociar diretamente com a direção da instituição e sem a interferência de dirigentes sindicais nefastos que fazem uso de um mandato ilegal e ilegitimo para alcançar beneficios próprios

Rodizio Já sem perda de direitos, pois de direitos não se abre mão. 

Greve geral dia 18.08, pelo rodizio, por segurança e condições de trabalho e pelo fim do PCCS que só privilegia dirigentes sindicais pelegos.

Por Gilberto Braw