GiGi Fala Tudo

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Audiência


Blog GiGi Fala Tudo teve mais de 500 mil visualizações revela Google+

O Google+ revela que o Blog GiGi Fala Tudo - até nesta segunda-feira(04/01)  teve 500.745 visualizações em nosso perfil e dos conteúdos  publicados nele.

Foto da capa:
Google + 04.01.15 = 500.745 visualizações


Agradecemos a todos que interagem conosco e confiam em nossas publicações.

Sugestão de pauta para o Blog GiGi Fala Tudo, favor enviar para e-mail: bloggigifalatudo@yahoo.com.br

O Blog GiGi Fala Tudo não publicará informações que não tenham sido checadas e confirmadas pela equipe de colaboradores.

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Campanha Quem é a Favor do Impitim Beija Meus Zovo

Hey coxinha want impitim kiss my Zovo
È cômico ver as estrategias dos golpistas coxinhas  que, ao verem as manifestações pelo Impeachment da presidenta Dilma Rousself se esvaziarem entram em desespero. 

Agora, passam a agredir e a ofender moralmente personalidades que defendem o governo eleito democraticamente.

Este tipo de agressão absurda, já atingiu o Senador Eduardo Suplicy, que foi xingado em uma livraria na Av. Paulista. A bola da vez, são os músicos Tico Santa Cruz e Chico Buarque. Eles foram hostilizados por pessoas imbecis e sem o minimo de senso ético nas redes sociais.

Esta atitude dos coxinhas, só vem a demonstrar que  o mundinho Blue destes burguesinhos mimados não é mais o mesmo, agora, além de terem que dividir o espaço com a favela, não vão mais viajar para o estrangeiro desfrutando das mordomias com dinheiro alheio sonegado de impostos.

Vendo o barco do golpe afundar e o povo acordar das manifestações manipuladas pela globo golpista, tentam a todo custo inflamar a massa que,já não é mais de manobra.

Assim, estão tentando dar o ar de que não estão derrotados, e ainda, tentam passar a impressão de que a maioria quer a saída de nossa corajosa presidenta.

Para isso, inventam manifestações absurdas com o intuito de tentar confundir a população. 

A ultima e mais ridícula delas, é pegar o óbvio e transforma-lo em mentira, para que a globo golpista possa ter o que falar (mal) em seu tele jornal.

Propuseram os imbecis, que todo aquele que for a favor do Impitim use branco na noite de reveillon, como se a maioria absoluta já não usasse tradicionalmente.

O objetivo, é usar a maioria que tradicionalmente faz a passagem de ano vestida de branco, como se fossem manifestantes a favor do golpinho, o que além de cômico torna esta proposta ridícula, mostrando o desespero dos derrotados.

Diante da mediocridade da elite nefasta e dos golpistas mimados, estamos lançando uma campanha "QUEM É A FAVOR DO IMPITIM BEIJA MEUS ZOVO".

Por tanto nós do Blog Gigi Fala Tudo colocamos a disposição dos coxinhas e da elite golpista que quiser provar seu patriotismo e tirar a presidente Dilma nossos zovos, pode começar a fazer a fila. Será que o Aécio Neves, Cássio Cunha Lima e  Bolsonaro vão ser os primeiros?

Hey coxinha want impitim kiss my Zovo

Por: Gilberto Braw
 

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Enfim Eduardo Cunha é Preso mas Petistas ainda não comemoram

quem dera que o Cunha preso hoje fosse o da câmara dos deputados

Enfim Eduardo Cunha é preso. Aconteceu o que os petistas e todo o povo brasileiro estava esperando. 

Só que o Eduardo Cunha preso hoje (29) não é o presidente da câmara dos deputados, mas trata-se do vereador de Lagoa Santa, Eduardo Cunha Faria (PRB), 43, que foi preso após acusação de ter atropelado um ciclista na noite de segunda-feira (28). A cidade fica na região metropolitana de Belo Horizonte.

Vereador Eduardo cunha farias
De acordo com a  Polícia Militar de Minas Gerais, após o atropelamento, o vereador desceu do carro para ver o estado da vítima, mas saiu do local do acidente logo em seguida sem prestar os devido socorro. 

Testemunhas informaram que ele apresentava sinais de embriaguez, sendo  o vereador localizado pela PM com o carro batido em um poste de iluminação pública. A PM descobriu que momentos antes, Cunha teria atingido a traseira de outro veículo.

De acordo com o boletim de ocorrência, Cunha Faria teria dito aos policiais não ter conseguido se desviar da vítima porque, no momento do acidente, outro carro trafegava ao lado dele, o que impossibilitou uma manobra para evitar a colisão. Ainda teria dito que o atropelado dispensou atendimento médico. Eduardo Cunha relatou por fim que a aglomeração de pessoas no local fez com que ele se sentisse coagido e deixasse o local.

O ciclista foi socorrido por uma equipe do Corpo de Bombeiros que prestou todo atendimento à vítima que, segundo a polícia, sofreu um corte no braço esquerdo e uma contusão na cabeça, mas estava consciente. O condutor da bicicleta foi levado a uma unidade de saúde em Vespasiano, na grande Belo Horizonte.

Ainda conforme a PM, o motorista do veículo atingido na traseira compareceu ao local, após ter tomado conhecimento do acidente do carro do vereador contra o poste, e relatou que estava parado em um sinal de trânsito quando foi abalroado. Ele disse ter anotado o número da placa do carro, que coincidiu com a do veículo do parlamentar.

Eduardo Cunha Faria foi autuado por dano, embriaguez ao volante e lesão corporal culposa com uso de veículo automotor. Em seguida, encaminhado para o presídio de Lagoa Santa.

A assessoria da Câmara de Vereadores de Lagoa Santa disse que a Casa não vai se manifestar, por ora, sobre o assunto.

Como pode observar nosso caro navegante, onde tem Cunha tem problema e se o Cunha em questão for da classe politica seus pares nunca gostam de se manifestar, deixando um mal exemplo perante a sociedade.

Mas que todos os petistas e toda esquerda brasileira não fique triste pelo Cunha preso hoje não ser o presidente da câmara dos deputados, pois com certeza 2016 será um ano mais eletrizante onde com certeza o povo brasileiro vai comemorar e muito a prisão de muitos infratores como ocorreu com o Cunha de Hoje.

Por: Gilberto Braw

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Educação

Jovens protagonizaram debate sobre ensino em SP em 2015, diz especialista

São Paulo - Estudantes da rede pública de ensino fizeram uma passeata pedindo melhorias na educação, a participação da comunidade na gestão do ensino e criticam a reorganização escolar (Rovena Rosa/Agência Brasil)
Estudantes da rede pública de ensino fizeram passeatas pedindo melhorias na educação e a participação da comunidade na gestão do ensinoRovena Rosa/Agência Brasil

O protagonismo dos estudantes secundaristas no debate sobre mudanças no ensino no estado de São Paulo marcou 2015. Para Ocimar Munhoz, especialista em sistemas educacionais e professor da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (USP), a participação do movimento estudantil proporcionou um salto no debate sobre a reorganização escolar.

“Os estudantes entraram em cena e isso mudou, porque deu visibilidade à questão. Expôs limitações profundas dessa proposta do governo do estado”, disse o docente. “Foi uma tentativa, na verdade, de fazer valer outros interesses como racionalização de custos e a municipalização do que, propriamente, a melhoria da qualidade.”

A proposta de reorganização escolar, do governo estadual, previa o fechamento de 94 escolas e a transferência de 311 mil alunos para instituições de ensino na região onde moram. A reorganização separaria em ciclos alunos com idades entre 6 e 10 anos, adolescentes de 11 a 14 anos e jovens entre 15 e 17 anos. Estudantes, então, ocuparam escolas para mostrar a insatisfação com a proposta.

Segundo Munhoz, o projeto passou a ser debatido na mídia após as ocupações das escolas. Apesar de ampliar as discussões, faltou iniciativa do governo estadual, na avaliação do professor. “Tinha que haver um debate, mas não só pela imprensa. Isso não consolidou, de fato, o debate”, disse.

Histórico das ocupações

A primeira ocupação, no dia 9 de novembro, foi a da Escola Estadual Diadema, na grande São Paulo. O movimento cresceu gradativamente e, cerca de um mês depois, no auge, aproximadamente 200 escolas foram ocupadas. Os alunos também foram às ruas protestar, sendo, diversas vezes, duramente reprimidos pela Polícia Militar.

Os estudantes argumentavam que a comunidade escolar não foi ouvida sobre as mudanças. Outra crítica é que as alterações e transferências, se colocadas em prática, causariam a ruptura da relação que os alunos desenvolveram com colegas e prejudicariam a logística dos pais, que muitas vezes pedem aos filhos mais velhos para levar os irmãos mais novos para a escola. O governo estadual disse que houve queda de 1,3% ao ano da população em idade escolar no estado. Desde 1998, a rede estadual perdeu 2 milhões de alunos. Segundo o governo, com a divisão por ciclo, as escolas estariam mais preparadas para as necessidades de cada etapa de ensino. “Entre diversos estudos que foram utilizados para a proposta da reorganização, está o resultado do Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo (Idesp), que mostrou que unidades que atendem alunos de apenas uma faixa etária têm desempenho melhor”, informou o governo, em nota.

No período das ocupações, os jovens criaram uma rotina deatividades com o intuito de garantir a conservação das escolas, como mostrou a Agência Brasil. Os grupos se dividiam entre os responsáveis pela limpeza, alimentação e até demandas da imprensa. A comunidade colaborou com doações de alimentos, remédios e produtos de limpeza.

São Paulo - Dormitório improvisado em sala de aula na ocupação da Escola Estadual Caetano de Campos. Os alunos protestam contra a reorganização escolar proposta pelo estado (Rovena Rosa/Agência Brasil)
Dormitório improvisado em sala de aula na ocupação da Escola Estadual Caetano de Campos. Os alunos protestam contra a reorganização escolar proposta pelo estado Rovena Rosa/Agência Brasil

Na Escola Brigadeiro Gavião Peixoto, uma das maiores do estado, na região de Perus, com cerca de 4 mil matriculados, os alunos promoveram aulas voluntárias. Juliana de Oliveira, de 16 anos, estudante do segundo ano do Ensino Médio, conta que docentes de escolas públicas e particulares se dispuseram a auxiliar na programação das aulas. “A gente teve aula de história, uma professora veio aqui e deu aula especial sobre o que está acontecendo na Palestina, é algo bem legal. A gente não está desocupado. Estamos tendo aulas, palestras e estamos ganhando mais conhecimento do que antes, porque era comum faltar professor”, disse.

O governo estadual tentou obter na Justiça a reintegração de posse das unidades ocupadas. No dia 23 de novembro, o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) negou, por unanimidade, o pedido.

No dia 4 de dezembro, o governador Geraldo Alckmin recuou e revogou o decreto que instituía a reorganização escolar em todo o estado. Com a decisão, o secretário de Educação, Herman Jacobus Cornelis Voorwald, deixou ocargo.

Debate em 2016

Para a presidenta do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado (Apeoesp), Maria Izabel Azevedo Noronha, a iniciativa dos alunos estimulou o debate. “Essas ocupações provocaram os alunos de tal forma que eles vão dizer: eu não quero mais sentar em frente à lousa. Eu vou querer sentar no chão, vou querer outro tipo de aula, e isso vai requerer nova dinâmica para organizar o tempo, o espaço escolar. Estamos falando da necessidade de ter biblioteca, de ter laboratório, para que os alunos sintam que são convidados a ir e a ficar na escola”.

A Secretaria da Educação do Estado prometeu um debate mais aprofundado em 2016 sobre a reorganização escolar. De acordo com a assessoria de imprensa, a metodologia desse debate ainda não foi definida. Para Ocimar Munhoz, as discussões precisam ser mais amplas que as feitas anteriormente à decisão da reorganização.

“Essa reorganização foi uma medida sem um projeto, esse é um primeiro elemento que tenho destacado. Uma medida que afeta milhares de estudantes, professores, pais, tinha que ter uma fundamentação”, declarou o especialista. A secretaria informou, por sua vez, que houve diálogo com a comunidade. As audiências ocorreram em setembro e cada umas das 91 diretorias de ensino definiu um método diferente para essas reuniões.

Ocimar Munhoz defende que, em 2016, o governo dedique também atenção especial ao Plano Estadual da Educação, contemplando a carreira dos docentes e as condições das escolas. “A melhoria da qualidade da escola passa por um conjunto de fatores. Em São Paulo, tem a valorização da carreira dos professores, que hoje é precária”, disse.

Fonte: Agência Brasil

domingo, 27 de dezembro de 2015

Brasil mantém tendência de crescimento do IDH e reduz pobreza, diz Relatório de Desenvolvimento Humano


Lançado pelo Programa da ONU para o Desenvolvimento (PNUD) nesta semana, o relatório mostra que, de 1990 a 2014, o IDH do Brasil foi o que mais cresceu entre os países da América do Sul e ocupa o 75º lugar em ranking de 188 países.

Com o tema focado na adaptação ao novo mundo do trabalho, relatório de desenvolvimento humano 2015 reúne queda na pobreza e destaca Bolsa Família. Foto: Flickr/PNUD
Com o tema focado na adaptação ao novo mundo do trabalho, relatório de desenvolvimento humano 2015 reúne queda na pobreza e destaca Bolsa Família. Foto: Flickr/PNUD
O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Brasil apresentou melhora em 2014, confirmando a tendência de crescimento observada nas últimas décadas. O país também teve queda na pobreza multidimensional, que considera as privações que as famílias possam ter em saúde, educação e padrão de vida. Os dados fazem parte do Relatório de Desenvolvimento Humano (RDH) lançado pelo PNUD na segunda-feira (14/12) em Adis Abeba, na Etiópia.

Com IDH de 0,755, o Brasil está na categoria de países de Alto Desenvolvimento Humano, a mesma que ocupam Uruguai, Venezuela, México, Turquia, Rússia e China. Entre 2010 e 2014, o indicador do país cresceu 0,60% ao ano. O ritmo mais acelerado do Sri Lanka (0,62%) no período fez com o que o Brasil perdesse uma posição no ranking, aparecendo agora em 75º entre 188 países e territórios reconhecidos pela ONU.

Em uma perspectiva de longo prazo, o RDH 2015 mostra que o Brasil continua a seguir uma tendência de crescimento do IDH, com uma alta acumulada de 24,2% entre 1990 e 2014, um crescimento anual médio de 0,91% no indicador. Esse foi o melhor desempenho entre os países da América do Sul no período.

Isso significa que os brasileiros ganharam 9,2 anos de expectativa de vida, viram a renda aumentar 50,7% enquanto, na educação, a expectativa de anos de estudo para uma criança que entra no ensino em idade escolar cresceu 24,5% (3 anos), e a média de anos de estudos de adultos com 25 anos ou mais subiu 102,6% (3,9 anos).

Queda da pobreza multidimensional

A evolução dos indicadores seguiu-se pela queda da pobreza multidimensional, que aponta privações que as famílias podem ter em educação (taxas de matrícula e anos de estudo), saúde (desnutrição e mortalidade infantil) e padrão de vida (acesso a água, energia elétrica, tipo de piso, saneamento, tipo de combustível doméstico e bens de consumo).

Entre 2006 e 2013, o total de brasileiros que vivem em condição de pobreza multidimensional caiu de 4% para 2,9%. De acordo com os dados, a maior privação é na área de saúde, especificamente em relação à mortalidade infantil. Da mesma forma, o percentual de famílias que vivem próximas à pobreza multidimensional, ou seja, que estão mais vulneráveis a essa situação, caiu quatro pontos percentuais descendo de 11,2% para 7,2%, no mesmo período. A fonte nacional usada para o cálculo foi a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), do IBGE.

Desigualdade ainda persiste no país

Mesmo reconhecendo o avanço social consistente do Brasil nas últimas décadas, o Relatório traz dados que confirmam o alto nível de desigualdade no país. A distribuição desigual do desenvolvimento humano é medida em cada uma das três dimensões do IDH (longevidade, educação e renda) e então descontada do valor original do indicador.

Quanto maior o percentual de desconto, maior a desigualdade no país. No caso brasileiro, descontada a desigualdade, o IDH teria uma perda de 26,3%. A redução em razão da desigualdade está entre as maiores do grupo de países de Alto Desenvolvimento Humano (19,4%), ficando atrás apenas do Irã (33,6%) nessa categoria e à frente da média mundial (22,8%).

O reflexo da desigualdade no Brasil também se nota quando o assunto é gênero. No Brasil, apenas 9,6% dos assentos no Congresso Nacional são ocupados por mulheres. O índice está muito abaixo da média mundial (21,8%) e de países como Zimbábue (35,1%), Síria (12,4%) e Arábia Saudita (19,9%). A Bolívia, país vizinho do Brasil, possui 51,8% de mulheres ocupando estes cargos.

No campo da saúde e da educação, o Relatório afirma que as mulheres vivem e estudam mais do que os homens. No Brasil, a expectativa de vida das mulheres é de 78,3 anos, enquanto a dos homens é de 70,7 anos. A expectativa de escolaridade também é maior para elas (15,6 anos de estudo) do que para eles (14,8 anos de estudo). Mesma situação para a média de anos de estudo. No caso das mulheres ela é de 7,8 anos, enquanto no caso dos homens, de 7,5 anos. Mesmo estudando mais, a renda nacional bruta para elas é 40,4% menor do que a dos homens.

A desigualdade de gênero não é uma realidade exclusivamente brasileira, no entanto. O Relatório afirma que, em todo o mundo, as mulheres são responsáveis por três a cada quatro horas de trabalho não remunerado, como aqueles que envolvem atividades domésticas e trabalho de cuidado com crianças e idosos, por exemplo. Ocupando apenas 22% dos cargos de alta gerência nas empresas, as mulheres ganham, em média, 24% menos do que os homens, além de terem menos tempo livre para lazer e atividades sociais.

Bolsa Família faz diferença

Neste ano, o Relatório faz dez menções diretas ao Brasil, com destaque ao programa de transferência de renda condicionada Bolsa Família, que recebeu três citações, reconhecendo a iniciativa como uma política pública de sucesso que forneceu proteção social efetiva à população e que, por isso, foi replicada em outras partes do mundo.

As outras citações ao país referem-se a associações sindicais, aumento do consumo da classe média, migração interna campo-cidade, proporção de extensionistas rurais por família, trabalhadores na indústria do tabaco, inclusão financeira e sobre o Programa de Aceleração do Crescimento.

Acesse o relatório, na íntegra, em http://report.hdr.undp.org

Fonte: ONU Brasil

PSDB da calote de R$ 17 milhões e publicitário vai a justiça

:

A empresa Campanhas Comunicação Ltda., do jornalista Luiz González, cobra do PSDB na Justiça uma dívida de R$ 17 milhões referente aos serviços prestados em favor de José Serra na disputa pela Prefeitura de São Paulo, em 2012; a ação foi iniciada em setembro, depois que o presidente estadual da legenda, Pedro Tobias, decidiu não cumprir um acordo verbal fechado com a gestão anterior, que pagaria a dívida em 25 parcelas; o valor original das notas era de R$ 8 milhões e chegou a R$ 17 milhões devido a multas, atualização monetária, juros de mora e honorários advocatícios; o dirigente diz que não tem dinheiro para pagar.

O site Brasil 247, publicou na data de ontem, matéria que fazemos questão de reproduzir abaixo sobre o calote dado pelo PSDB no marqueteiro que prestou serviços na campanha de José Serra para a prefeitura de São Paulo em 2012.

Justamente aqueles que viviam dizendo que o Lula e o PT dariam calote, são os que mais devem. 

Como bem dizia o velho Bastião de Birigui " quem não paga um tostão não paga um milhão e ainda fala do outro apontando seus próprios defeitos."


MARQUETEIRO COBRA DÍVIDA DE R$ 17 MILHÕES DO PSDB

26 DE DEZEMBRO DE 2015 ÀS 07:09

247 - A empresa Campanhas Comunicação Ltda., do jornalista Luiz González, responsável pelas campanhas presidenciais do PSDB em 2006 e 2010, cobra do partido na Justiça uma dívida de R$ 17 milhões referente aos serviços prestados em favor de José Serra na disputa pela Prefeitura de São Paulo, em 2012.

A ação foi iniciada em setembro, depois que o presidente estadual da legenda, Pedro Tobias, decidiu não cumprir um acordo verbal fechado com a gestão anterior, que pagaria a dívida em 25 parcelas.

O valor original das notas era de R$ 8 milhões e chegou a R$ 17 milhões devido a multas, atualização monetária, juros de mora e honorários advocatícios. O dirigente reconhece a dívida, mas alega que a sigla está enfrentando uma grave crise financeira e com dificuldade até para pagar funcionários e o aluguel de sua sede. “O problema é que não temos dinheiro para pagá-lo. Estou com o Fundo Partidário cortado até julho do ano que vem. O trocadinho que estamos gastando agora é o que sobrou da campanha do Geraldo (Alckmin) para governador”, disse Tobias.

Essa é a terceira vez que González aciona a Justiça para receber dívidas de campanha.

Fonte: Site 247 com Gigi Fala Tudo


sábado, 26 de dezembro de 2015

Poder Judiciário

Lei de solução de conflitos entra em vigor

cartório
A Lei da Mediação autoriza os cartórios a mediar acordos e ajudar na resolução de conflitos Fabio Rodrigues Pozzebom/Arquivo Agência Brasil

Uma nova forma de mediar conflitos, sem a necessidade de ir à Justiça, começa a valer. Agora é possível resolver situações como brigas de trânsito, cobrança de dívidas, questões relacionadas a direitos do consumidor, trabalhista e familiar, com o auxílio de um cartório, de uma empresa especializada em solução de conflitos ou de um mediador escolhido entre as partes.

A Lei de Mediação (13.140/2015), sancionada pela presidenta Dilma Rousseff no final de junho deste ano, tinha prazo de 180 dias para entrar em vigor.

A oficial substituta do Cartório Colorado, em Sobradinho, no Distrito Federal, Mariana Lima, disse que o serviço será gratuito porque não está previsto na tabela de emolumentos (preços dos serviços definidos pela Justiça). “Para os cartórios cobrarem alguma coisa, o valor precisa estar previsto na tabela de emolumentos. O cartório pode cobrar por outros serviços que estão na tabela, por exemplo, uma notificação extrajudical, um registro do acordo”, disse. Mariana acrescentou que o cartório decidiu oferecer o serviço gratuitamente por demanda da comunidade, que tem muitos conflitos relacionados a condomínio, por exemplo.

A tabeliã do 15º Ofício de Notas do Rio de Janeiro Fernanda de Freitas Leitão, especialista em mediação de conflitos, defende que a lei seja aplicada aos mais diversos tipos de litígios, fortalecendo e aperfeiçoando a pacificação social e contribuindo para desafogar o Poder Judiciário.

“A mediação caminha para apaziguar os ânimos e incentivar a tolerância. É imprescindível que haja uma mudança comportamental, de sairmos de uma atitude adversária para uma atitude colaborativa. Acredito que nós, tabeliães, poderemos contribuir para que esse objetivo seja alcançado”, disse Fernanda.

De acordo com a lei, pode atuar como mediador extrajudicial qualquer pessoa maior de idade que tenha a confiança das partes e seja capacitada para fazer mediação, independentemente de integrar qualquer tipo de conselho, entidade de classe ou associação. As partes poderão ser assistidas por advogados ou defensores públicos.

As partes envolvidas em conflitos podem recorrer à mediação, mesmo que já tenham entrado com processo na Justiça. Nesse caso, devem pedir ao juiz a suspensão do processo por prazo suficiente para a solução consensual do litígio.

A lei também prevê a mediação judicial, com a criação de centros de solução consensual de conflitos.

A União, os estados, o Distrito Federal e os municípios poderão criar câmaras de prevenção e resolução administrativa de conflitos.

Fonte: Agência Brasil

Sem Oposição Golpista Presidenta Dilma Trabalha Muito, Crise é Coisa da Elite( chupa essa manga coxinhas)

Presidenta Dilma Rousseff em reunião com prefeitos de cidades alagadas no RS.

Esta ficando cada vez mais nítido para a população brasileira que a crise não é econômica, mas sim politica e criada pela oposição.

Um bom exemplo disso, são as atitudes tomadas pela presidenta Dilma Roussef para o combate as enchentes no sul do Brasil.

Além de sobrevoar as áreas atingidas, o governo federal vai liberar R$ 6,8 milhões para seis cidades atingidas nos últimos dois meses, conforme a agência brasil cuja a matéria reproduzimos abaixo.

Como se vê, quem quer afundar o Brasil e o povo brasileiro é a elite fascista e a oposição corrupta irresponsável que, apavorada com a mega operação de combate a corrupção se vê acuada com medo de ir parar atrás das grades.

Observe o caro internauta, é só a oposição ficar calada e sem movimento, o governo federal de forma tranquila trabalha em prol do povo.

Observe também nosso caro navegante que, com as operações de combate a corrupção retroagindo a governos anteriores ao de Lula e Dilma, a direita, PSDB, DEM e sonegadores, começam a entrar cada vez mais em desespero, pois, com certeza os trilhões roubados vão aparecer e junto com ele os responsáveis.

Outro ponto que deve ser observado é o fato da repatriação dos recursos financeiros não declarados a Receita Federal. 

As cifras são calculadas em mais de $ 600 bilhões que com certeza, não foram escondidas nos paraísos fiscais por trabalhadores assalariados, mas por aqueles que fazem parte da elite que sempre sangrou o Brasil e o povo brasileiro.

Com o fim do financiamento de campanha por empresas privadas, com certeza, a elite vai em 2016 tentar dar o jeitinho de sempre para bancar seus candidatos, mas com o mega sistema de controle do TSE sobre o financiamento de campanha, não só teremos muitos candiados que vão ser denunciados e não chegarão a tomar posse, como também teremos muitos políticos e empreiteiros corruptos presos, o que com certeza vai mudar a paisagem politica do Brasil

Governo libera R$ 6,8 milhões para cidades atingidas por chuvas na Região Sul

O governo federal liberou R$ 6,8 milhões, esta semana, para seis cidades da Região Sul atingidas por chuvas nos meses de outubro e novembro, informou o Ministério da Integração Nacional.

O dinheiro é liberado para obras de recuperação de danos causados pelas fortes chuvas. Em Santa Catarina, foram atendidos os municípios Rio dos Cedros (R$ 394,3 mil), Corupá (R$ 1,187 milhão) e Rio Negrinho (R$ 969,418 mil). No Paraná, foi atendido o município São Jorge D'Oeste, com R$ 1,282 milhão. No Rio Grande do Sul, a cidade Cruzaltense recebeu R$ 2,601 milhões e Mato Leitão, com R$ 383,246 mil.

Hoje (26) a presidenta Dilma Rousseff sobrevoa regiões atingidas pelas cheias provocadas pela chuva dos últimos dias no Rio Grande do Sul. De acordo com o último boletim divulgado pela Defesa Civil do estado, 38 municípios foram atingidos afetando 1.795 famílias – 1.479 estão desalojadas e 66, desabrigadas. No estado, 12 municípios decretaram situação de emergência.

Segundo o ministério, ainda não houve liberação de recursos para esses 12 municípios. Para que isso ocorra, os municípios ou o estado tem de fazer o pedido ao governo federal. Inicialmente, os municípios são atendidos com kits de ajuda humanitária.

Fonte: Agência Brasil com Gigi Fala Tudo

Politica

Dilma sobrevoa áreas afetadas por enchentes no Rio Grande do Sul

Uruguaiana - A presidenta Dilma Rousseff, durante sobrevoo a s a reas alagadas em Uruguaiana, no Rio Grande do Sul (Roberto Stuckert Filho/PR)
Durante o sobrevoo, a presidenta Dilma Rousseff e o prefeito de Uruguaiana, Luiz Augusto Schneider, examinam um  levantamento  de  locais  atingidos  pelas  enchentes Foto: Roberto Stuckert Filho/Presidência da República

A presidenta Dilma Rousseff sobrevoou hoje (26) as áreas atingidas pelas enchentes em Uruguaiana, no Rio Grande do Sul, fronteira do Brasil com a Argentina. Antes de sobrevoar a região, a presidenta fez uma reunião com autoridades locais, representantes da Defesa Civil e técnicos do governo federal.

Dilma mostrou preocupação com a situação na área afetada pelas enchentes, mas considerou produtiva a reunião deste sábado. A presidenta informou que o plano para socorrer a região será executado em três eixos: resgate das pessoas, restauração das cidades e rodovias atingidas, principalmente estradas vicinais, e projetos voltados para a retirada de pessoas das áreas de risco e fixação delas em lugares seguros para moradia.

Citando o Programa Minha Casa, Minha Vida, a presidenta destacou a importância de remover as pessoas para um lugar que seja permanente e sem riscos. Segundo a presidenta, um dos objetivos do programa é justamente colocar as pessoas em lugares seguros. Ela ressaltou que, quando se retiram pessoas de uma área de risco, elas não podem voltar para essas áreas, nem outras pessoas podem ir para esses locais.

"É uma exigência do programa impedir o uso da área para construção de outras moradias”, disse a presidenta. Se isso não for feito sistematicamente, volta-se ao problema anterior e pessoas atingidas por enchentes, ou outros desastres, voltam para áreas vedadas, acrescentou Dilma. “Porque, se não, nós vamos ficar, usando a expressão popular, enxugando gelo.”

Dilma afirmou que o governo tem todo interesse em fazer a recuperação, da melhor forma possível, dos lugares atingidos. “Daí , portanto, que nos comprometemos com os prefeitos para que o ministro Gilberto Occhi, da Integração Regional, volte aqui na semana que vem e faça uma discussão para que todos saibam que o que é possível fazer para uma ação concreta pelas pessoas e pelos municípios da região”. Uma dessas ações é a liberação do Fundo Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para que as pessoas recuperem as casas que perderam com as enchentes.

De acordo com o último boletim divulgado pela Defesa Civil do Rio Grande do Sul, 38 municípios foram atingidos pelas fortes chuvas, com perdas para 1.795 famílias, das quais 1.479 estão desalojadas e 66, desabrigadas. A previsão para os próximos dias é de tempo parcialmente nublado, com pancadas de chuva e trovoadas.

Além do ministro da Integração, Gilberto Occhi, acompanharam a presidenta na visita o secretário nacional de Defesa Civil, general Adriano Pereira Júnior, o governador do Rio Grande do Sul em exercício, Edson Brum, e do prefeito de Uruguaiana, Luiz Augusto Schneider.

Fonte: Agência Brasil

Internacional

Polícia austríaca alerta sobre possíveis ataques terroristas na Europa


A polícia da Áustria informou, neste sábado (26), que aumentou as medidas de segurança na capital, Viena, depois de ter recebido um aviso sobre possíveis ataques terroristas em várias capitais europeias nos próximos dias. Os avisos, feitos pelo serviço secreto de um país amigo da Áustria, contêm nomes concretos de possíveis terroristas, de acordo com comunicado divulgado pela polícia austríaca.

Segundo os avisos, é possível que ocorram ataques com explosões e disparos em locais com grandes concentrações de pessoas em várias capitais europeias. A polícia austríaca assinala que a investigação aos nomes de possíveis terroristas ainda não produziu resultados. “Trata-se de um indício que, devido à sua intensidade, mostra que enfrentamos uma situação de perigo mais elevada” do que a vivida até agora, diz a nota.

A polícia informou que seus agentes estão mobilizados para as possíveis ameaça.

Fonte: Agência Brasil

Natal de Lagrimas Crianças Sirias recebem bombas de presente da Russia, França e EUA

O Mundo e sua hipocrisia

O mundo hipócrita adora bajular os ricos e desprezar os pobres, contrariando assim, os princípios cristãos, muçulmanos, budistas e todos os livros sagrados que pregam amor ao próximo, a humildade e a solidariedade.

Recentemente, vimos o mundo em comoção em função do ataque feito por grupos terroristas em cidades francesas, onde dezenas de vitimas inocentes tiveram suas vidas ceifadas.

E se fossem seus filhos caro internauta o que você faria?

Vimos manifestações de todas as formas, estádios de futebol enfeitados, bandeiras da frança expostas em lugares públicos, manifestações de políticos, presidentes , governadores, parlamentares, artistas, personalidades, enfim,  a comoção mundial. 

Este é um dos terroristas assassinados dia a dia na Siria Pelos Bombardeios da França, Russia e EUA
Esse tipo de manifestação já era esperado, afinal, a frança é um pais pertencente ao bloco do G8, da união europeia, considerado um pais rico, onde supostamente estão presentes os direitos humanos, os princípios da liberdade, da igualdade e da solidariedade.

Já a Síria, apesar de ter um povo milenar, mais parece um pais de mendigos, onde o todo poderoso presidente Bachar Al Assad e sua família governam  a mais de 70 anos, roubando e esfolando as riquezas do pais, levando o povo a miséria absoluta.

Criança síria Morta em Bombardeio Russo
No entanto este mesmo povo, não aceita mais este tipo de opressão e busca a liberdade e foram muitas as tentativas democráticas de retirar do poder a família de Assad que partiu para a ditadura a mão de ferro, dizimando opositores na base da bala, tortura e assassinato.

Desta forma, o povo partiu para a guerra armada e ao verem que o seu servo Bashar Al Assad estava em risco e junto com ele o risco de terem que pagar preço justo pelas riquezas adquiridas a preço de banana, Russia, França, EUA arrumaram uma desculpa para atacar o povo sírio e assim mante-lo subserviente aos interesses da tirania.

Quem vai apagar a dor destas familias
Com a desculpa de atacar os guerrilheiros do ISIS (Estado Islâmico), Russia, França e EUA fazem sucessivos bombardeios contra as cidades Sírias, matando milhares de Civis, em especial Crianças como podemos observar nas fotos de agências internacionais.

O êxodo sírio, é o maior da história da humanidade. Jamais se viu na historia da humanidade um numero tão grande de refugiados que se espalham no mundo de forma a ferir todos os princípios de direitos humanos descritos na carta mundial.

No entanto, o que assistimos é bem diferente do apoio prestado ao povo francês, ao contrário, o mundo se coloca como cego que nada vê, nada diz e nada faz em defesa deste povo tão sofrido.


A revolta e a dor deixa o homem violento
Mas esta surdez e cegueira repentina do mundo em relação a este povo, poderá trazer consequências graves a todos, em especial aos países que fazem a coalizão para manter no poder uma família de tiranos como Bashar Al Assad. 

Aqueles que sofreram e sofrem ao ver suas famílias dizimadas pelas bombas que caem a todo instante sobre as cidades sírias, com certeza vão se revoltar e diante  da dor que se acumula em seus corações irão revidar a esta injustiça praticada.

O mundo tem que se revoltar com as grandes potencias que mantem este estado de coisas apenas com o intuito manter o controle geopolítico e de exploração do povo do oriente médio, criando para isso a cada dia mais e mais conflitos.

Perguntamos a você caro internauta que agora vê estas fotos através de nosso informativo eletrônico, se nestas fotos fosse um filho seu, fosse seu pai, sua mãe, seus familiares mortos pela covardia de governos que se dizem democráticos, mas que na verdade são mais tiranos que aqueles que eles dizem supostamente combater, o que você faria?. Ficaria quieto a espera do julgamento divino, ou, devolveria na mesma moeda o pagamento injusto?

Se fosse um pais rico o mundo se solidarizava, mas é a Síria, ninguém quer ver

Em uma matéria que soltamos aqui em nosso blog, deixamos bem claro que a raça humana é movida pelos sentimentos,  gratidão e de ódio, dependendo os frutos a serem colhidos das sementes que são plantadas.

Infelizmente, estes países aqui citados que hoje cometem o maior genocídio contra o povo sírio,  estão plantando apenas sementes de ódio e de muita dor e com certeza irão colher frutos amargos a um custo alto de lágrimas e sangue.

Lembramos que o povo sírio hoje expulso de sua pátria, se espalha por todo o mundo e junto com eles se espalha o sentimento de injustiça, dor e ódio. 

Mas além destes ingredientes, se espalha junto com este povo os conceitos radicais de grupos que dispõem da própria vida pela vitória da guerra santa. 

E ai caros camaradas russos, franceses e americanos, não se lamentem do futuro e do sangue que há de se derramar em seus territórios, pois, vocês vão colher apenas os frutos daquilo que plantam.

Ao mundo, nesta data que é carregada dos maiores sentimentos de paz e harmonia, que simboliza o espirito cristão, não adianta apenas fazer de conta que estes irmãos sírios não exitem, ou que, este é apenas um problema deles, pois o cristo pregou o amor, a paz e a solidariedade a todos os povos e diante dele somos todos irmãos. 

Aquele que vê um irmão seu ser injustiçado, ser massacrado, alijado de direitos básicos como a vida e a dignidade e não faz nada, não é digno de falar de Deus,  Alah, Buda,  Adonai, Kami, Shiva, ou de qualquer outro que simbolize o ser supremo, a força magnânima que criou o céu e a terra, pois ele em todas as religiões pregou a paz, o amor e acima de tudo a justiça.

Fica aqui nesta data tão marcante, nossa solidariedade ao povo Sirio, ao povo Palestino e a todos os povos que são injustamente agredidos em seus direitos. Mas fica principalmente, nosso total e absoluto repúdio aos governos dos EUA, Russia e França que massacram o povo sírio.

"Quem semeia vento colhe tempestade; quem semeia o mal recebe maldade e perde todo o poder que possuía." Provérbio.

Por: Gilberto Braw



sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

Nós do Blog Gigi Fala tudo desejamos um feliz natal e um prospero ano novo a todos

Nós do blog GiGi Fala Tudo, desejamos um feliz natal e um prospero ano novo a todos os amigos, colaboradores  e clientes. Que o nosso poderoso Deus encha de bençãos a todos e que 2016 seja repleto de paz, saúde e alegrias estes são os nosso votos.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Politica

Prefeitos se reúnem com Dilma e repudiam pedido de abertura de impeachment

Brasília - A presidenta da República, Dilma Rousseff, reúne-se com prefeitos e ministros no Palácio da Alvorada (Wilson Dias/Agência Brasil)
A presidenta da República, Dilma Rousseff, reúne-se com prefeitos e ministros no Palácio da AlvoradaWilson Dias/Agência Brasil
A presidenta Dilma Rousseff reúne-se na tarde de hoje (14) com prefeitos de capitais que são contra o processo de impeachment. O objetivo dos chefes de Executivos municipais é entregar a ela uma carta em que manifestam repúdio ao acolhimento do pedido de abertura de impeachment.

O encontro ocorre no Palácio da Alvorada, residência oficial da presidenta. Estão presentes os prefeitos do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), de Palmas, Carlos Enrique Franco Amastha (PSB), de Macapá, Clécio Luís Vilhena Vieira (sem partido), de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), de Goiânia, Paulo Garcia (PT), e de Fortaleza, Roberto Cláudio Rodrigues Bezerra (PDT).

De acordo com a prefeitura de Goiânia, a carta é assinada por Paulo Garcia e mais 15 prefeitos, e critica o que chama de "banalização do uso do dispositivo legal doimpeachment", afirmando que o processo "fragiliza as instituições e atenta contra a democracia".

"No pedido acolhido pela Presidência da Câmara dos Deputados não há atos ou fatos que respaldem o início de um processo dessa natureza. A peça se apoia em ilações e suposições que tentam, sem consistência jurídica, imputar responsabilidade à presidenta da República, como em pedidos rejeitados anteriormente", diz o documento.

A formatação do documento foi feita por Paulo Garcia e por Eduardo Paes. Na semana passada, governadores de 15 estados e mais do Distrito Federal fizeram um movimento semelhante e entregaram a Dilma uma chamada Carta pela Legalidade.

Fonte: Agência Brasil

Economia

Receita cobrará R$ 2 bilhões de empresas incluídas na malha fina


A partir de hoje (14), cerca de 15 mil empresas em todo o país serão avisadas de que foram incluídas na malha fina da pessoa jurídica. A Receita Federal detectou suspeita de sonegação de R$ 2 bilhões provenientes da diferença entre os valores pagos de Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) e de Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) e os valores informados na Declaração de Tributos e Contribuições Federais (DCTF) do ano-base de 2013.

O Fisco enviará cartas aos endereços cadastrais das pessoas jurídicas, informando que os contribuintes têm até fevereiro para regularizar a situação. Quem não retificar as informações fornecidas ou o tributo pago a menos dentro do prazo será autuado e, dependendo do caso, poderá ser denunciado ao Ministério Público Federal por crime de sonegação.

“Neste primeiro momento, o objetivo é dar oportunidade para se autorregularizar em vez de punir com multas que podem chegar a 225%”, diz o coordenador-geral de Fiscalização da Receita, Flávio Vilela Campos. A autorregularização pode ser feita no Centro de Atendimento Virtual da Receita (e-CAC).

Esta é a segunda vez que a Receita realiza a fiscalização da malha fina das pessoas jurídicas. Em fevereiro deste ano, o Fisco enviou 25,6 mil cartas a contribuintes relativas a divergências entre a DCTF e o pagamento de IRPJ e da CSLL em 2012. Do total de R$ 7 bilhões detectados pela Receita na época, os empresários retificaram e pagaram R$ 6 bilhões por meio da autorregularização.

A diferença de R$ 1 bilhão não regularizada no primeiro lote da malha fina das pessoas jurídicas será cobrada em fevereiro de 2016, junto com o segundo lote da malha fina anunciado hoje. “Optamos por juntar a fiscalização de dois anos-calendário para dar mais eficiência aos trabalhos”, justificou o coordenador da Receita. Segundo ele, cerca de 1,3 mil contribuintes não fizeram a autorregularização.

Segundo Campos, a Receita promoverá mais cruzamentos de dados em 2016 para elaborar mais listas de malha fina de empresas. A fiscalização não se restringirá ao IRPJ e à CSLL, abrangendo as notas fiscais eletrônicas e o pagamento da contribuição dos empresários à Previdência Social.

Fonte: Agência Brasil

Manifestações pelo impeachment fracassa, cunha chantageia e os bandidos se desesperam

Manifestantes pró impitim tristes com o fiasco

As manifestações de 13.12 foram um verdadeiro fracasso, refletem o milésimo turno das eleições presidenciais no Brasil, onde a direita e a elite nefasta mais uma vez foi derrotada. 

Porém, os derrotados não desistem em tentar implantar o golpe ao regime democrático e assim retirar do poder uma presidenta que foi legitimamente eleita, o que é um perigo não só para a democracia, mas também para a estabilidade do país.

Mesmo com todo aparato global que de meia em meia hora abria um plantão jornalistico para falar das manifestações, a mobilização pelo golpe não emplacou. 

Até a av. paulista que é fechada aos fins de semana e conta com a presença de milhares de pessoas que utilizam o espaço para lazer, foram colocadas na conta como manifestantes, mesmo assim o fiasco foi total.

Um outro fato interessante que demonstra o fracasso das manifestações, foi a policia militar ter enrolado até o ultimo minuto para informar os números que divergiram em muito dos números dos organizadores.

Em Brasilia por exemplo era visível que não havia mais do que mil gatos pingados, mas para a PM deu 6 mil e os organizadores 30 mil, o que mostra a disparidade nos números.

Mesmo com a resposta da maioria da população que não aceita o atentado a democracia, um outro tipo de movimento deve ser debelado. 

O movimento de chantagens feitas pelo presidente da câmara dos deputados Eduardo Cunha que, movido por um espirito de vingança aceitou o pedido de impeachment da presidenta Dilma Rousseff, depois do PT anunciar que apoiaria a cassação de cunha, deve ser combatido com energia.

Mas quem pensa que o banditismo politico para por ai esta enganado, o pastor evangélico que preside a câmara dos deputados, parece que vem fazendo pacto até com o diabo para evitar perder seu mandato. Só para se ter uma ideia, o relator do processo que pretende cassar Eduardo Cunha, Fausto Pinatto, afirmou  que chegou a ter medo de morrer diante das pressões que sofreu por aceitar o pedido contra cunha.


Quando um dos poderes mais importantes da republica se transforma num covil de corruptos e bandidos, tendo a frente um chefe que pretende se colocar acima da democracia e da vontade popular para  fazer valer a vontade de uma elite nefasta e hipócrita que sugou o país por mais de 500 anos, significa que o Brasil corre risco e pode ficar em uma situação extremamente delicada caso o golpe venha a se concretizar, podendo chegar a uma verdadeira guerra civil.

É logico que caso venha o ocorrer um golpe contra a democracia, haverá a reação imediata não só da esquerda que hoje administra o país, mas de todos aqueles que não vão aceitar a escravidão imposta pelas elites.

Cabe ainda lembrar que, a esquerda chegou ao poder jogando o jogo estipulado pelas elites, em seu campo e  com a bola deles e, por mais que fosse derrotada várias vezes, buscou a vitória no processo democrático, pois essa era a vontade da maioria do povo.

Hoje fora do poder de mando, a extrema direita, aliada a uma elite nefasta ao invés de buscar ganhar o jogo no tempo normal, ao invés de buscar retomar seu projeto pelos meios democráticos, ao contrário, tenta no golpe se restabelecer no poder, mesmo correndo o risco de explodir no país uma guerra civil sem precedentes.

É hora de todos aqueles que defendem a democracia e defendem que o Brasil siga num caminho correto se movimentarem contra o golpe e se posicionarem a favor do limpa que esta sendo feita na corrupção, pois estes que estão ai pedindo o impitim de Dilma não querem acabar com a corrupção, pois são eles os verdadeiros corruptos. 

O que querem na verdade é salvarem a própria pele e escaparem da cadeia, pois roubaram tanto que dificilmente vão conseguir esconder o próprio rabo como sempre fizeram.

Por; Gilberto Braw